Sindicalistas se mobilizam para a manifestação do dia 29

Centrais sindicais se reuniram na noite de terça e decidiram que vão entregar carta aberta à população sobre o movimento do dia 29. Manifestação será contra terceirização e MPs

Comentar
Compartilhar
21 MAI 201511h03

A articulação do Dia Nacional de Paralisação e Manifestações, que acontecerá no próximo dia 29, deu seu primeiro passo, na noite de terça-feira,  com uma agenda de panfletagens que acontecerão na Baixada Santista nos próximos dias.

O objetivo é conscientizar a população sobre os males que o projeto de lei que permite a terceirização, e precarização total do trabalho, trará se virar lei. A agenda foi definida durante reunião entre centrais sindicais.

O encontro contou com as presenças da  Intersindical, CUT, CTB, Nova Central, Conlutas e Força Sindical. “O dia 29 tem como pautas a luta contra a terceirização, as MPs 664 e 665 e o ajuste fiscal que tira direitos. Lutamos pela defesa dos direitos e pela democracia”, ressaltou Ricardo Saraiva, Big, Secretário de Relações Internacionais da Intersindical e Presidente do Sindicato dos Bancários de Santos e Região.

Em reunião na noite de terça-feira, as centrais sindicais da Baixada Santista organizaram panfletagens para esclarecimentos sobre a terceirização (Foto: Divulgação/Sindicato dos Bancários)

Terceirização

Durante o encontro, Big reforçou que atualmente o projeto de lei da terceirização, conhecido como PL 4330, passou a ser denominado PLC 30/15. A mudança aconteceu porque agora o projeto está em tramitação no Senado.

O texto foi aprovado na Câmara no mês passado. “Na semana passada estivemos em uma Audiência Pública da Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado, em Brasília, onde diversos juristas, pesquisadores e movimentos sociais se colocaram contra o PL da terceirização. Lá foi definido que serão realizadas audiências públicas em todas as capitais estaduais”, informou Big.

Após os debates, a agenda das panfletagens foi definida (para todas as feiras livres o horário de encontro será as 9h30. O ato começou ontem nas feiras das ruas Cunha Moreira, Zona Noroeste e Orquidário.

Hoje, a panfletagem será nos seguintes locais: feira Athie Jorge Jorge Cury – Saboó e feira Campo Grande/Vila Belmiro.