Estiva fecha acordo até 2015

Acordo é inédito. Envolve empresas Libra Terminais, Transbrasil, Tecondi, BTP e Rodrimar

Comentar
Compartilhar
07 NOV 201310h36

O  Sindicato dos Estivadores de Santos e as empresas que compõem a Câmara de Contêineres em Terminais Especializados do Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo (Sopesp) fecharam um acordo considerado histórico, no final da tarde de terça-feira, na sede do Sopesp. O acordo coletivo de trabalho de estiva pela primeira vez permite o vínculo empregatício e tem vigência entre 1º de dezembro de 2013 e 28 de fevereiro de 2015.

O acordo, de 16 páginas, foi assinado pelo presidente do Sindicato dos Estivadores, Rodney Oliveira da Silva, bem como pelos representantes das empresas Libra Terminais, Santos Brasil, Tecondi (Ecoporto), Rodrimar e Brasil Terminal Portuário (BTP).

Entre as cláusulas estão previstos todos os itens de negociação entre as partes, entre eles as jornadas de trabalho, a vigência, salário básico para os contratados por vínculo empregatício, adicionais, vales, assistência à saúde e complementações, além de kit com material escolar para os filhos dos trabalhadores, seguro de vida, entre outros benefícios.

Na mesma reunião também foi assinado entre as partes o quinto acordo coletivo de trabalho portuário avulso, com vigência entre 2013 e 2015.

Acordo foi homologado na sede do Sopesp (Foto: Divulgação)

Estiveram presentes, além dos representantes dos terminais e do sindicato, o presidente do Sopesp, Querginaldo Alves de Camargo, o diretor-executivo José dos Santos Martins, o coordenador da Câmara, Sérgio Aquino, entre outros.