X
Saúde

Verão: especialista aponta a importância de redobrar a atenção com a saúde íntima

A ginecologista e obstetra Dra. Carolina Curci alerta sobre a importância de redobrar os cuidados com a higiene ginecológica durante a estação mais quente do ano

A flora vaginal está em constante mudanças, e isso acaba favorecendo para o surgimento dessas doenças / Polina Zimmerman/Pexels

Basta chegar o verão, que a vontade de aproveitar a praia e a piscina aumentam. Mas, é preciso atenção, essa época do ano também exige cuidados redobrados com a saúde íntima da mulher. “O verão é o período em que a proliferação de bactérias é maior e o calor intenso favorece o surgimento de doenças ginecológicas” comenta a ginecologista e obstetra Dra. Carolina Curci.

Entre as patologias mais recorrentes nesse período está a candidíase, causada pelo crescimento do fungo cândida, que prefere lugares úmidos, causa coceira e dores para urinar e no ato sexual. Já a tricomoníase é uma DST causada pelo parasita Trichomonas vaginales, e apresenta corrimento amarelo-esverdeado com odor desagradável, além de dores ao urinar e durante o sexo.  E a vaginose bacteriana é provocada pela bactéria Gardnerella Vaginalis, entre seus sintomas está um corrimento amarelo ou branco-acinzentado, com um odor forte, e que piora durante as relações sexuais e na menstruação.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

A Dra. Carolina Curci alerta que durante o verão, a flora vaginal está em constante mudanças, e isso acaba favorecendo para o surgimento dessas doenças. Mas, que todas elas, podem ser tratadas com medicamentos.

Para evitar essas doenças o ideal é evitar ficar muito tempo com roupas úmidas, inclusive os trajes de banho; optar por roupas mais leves e arejadas, como vestidos e saias; e higienizar a área intima com sabonetes neutro ou íntimo.

 “Redobrar a higienização é fundamental especialmente durante o verão. Caso perceba qualquer mudança na sua saúde intima, procure um profissional para que ele oriente o tratamento adequado. Jamais se automedique, um tratamento inadequado pode desequilibrar ainda mais a flora vaginal”, finaliza Dra. Carolina  

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Suspeito de participar de execução de paciente em Guarujá é preso

A operação teve início às 5h e contou com o apoio de cerca de 30 policiais

CULTURA

Com 25 anos, AFABAN celebra 13º Encontro Técnico para Maestros, Músicos e Coreógrafos

Associação de Fanfarras e Bandas do Litoral Paulista comemora 25 anos, um momento histórico para entidade e que marca retorno das atividades após início da pandemia

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software