X
Saúde

Campanha conscientiza moradores sobre perigos dos pombos à saúde

Não alimentar os pombos e fechar com tela os lugares que podem servir de abrigo para estas aves, como forros, telhados e caixas de ar-condicionado

Não alimentar os pombos e fechar com tela os lugares que podem servir de abrigo para estas aves, como forros, telhados e caixas de ar-condicionado. Estas são algumas das orientações dadas pelos técnicos da Seção de Vigilância e Controle de Zoonoses (Sevicoz), da Secretaria de Saúde. Os profissionais realizaram mais uma ação da campanha de conscientização na manhã de sábado (10), na Praça Palmares (Embaré).

De acordo com o chefe de atividades técnicas do setor de Informação, Educação e Comunicação (IEC), Cristiano Souza, muitas pessoas alimentam os pombos e não sabem dos riscos que o animal pode trazer para a saúde. “Eles transmitem uma série de doenças, além de causar outros transtornos. Preocupados com isso, estamos empenhados nesta campanha para conscientizar a população”, destacou.

Muitas pessoas alimentam os pombos e não sabem dos riscos que o animal pode trazer para a saúde (Foto: Divulgação)

Ações

A chefe da Seção de Vigilância e Controle de Zoonoses, Maria Aparecida Pelusio Sassenti, afirmou que a campanha é realizada em pontos estratégicos da Cidade. “Fazemos ações durante a semana e aos sábado e domingos”. Como parte da iniciativa, um carro de som percorre as ruas para informar os moradores sobre a importância de não alimentar os pombos.

No estande de informação o público também teve orientação acerca de outros animais, como baratas, ratos, caramujos, além de cobras, aranhas e escorpiões. José Aparecido Luna, 52, aprovou a campanha. “Desconhecemos muitas coisas e precisamos aprender. A população precisa ficar alerta”.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Se já estava ruim, vai piorar! Petrobras anuncia novo aumento nas refinarias

Reajuste passa a valer nesta terça-feira (26) para gasolina e diesel

Câmara pode soltar Daniel Silveira, que ainda recebe salário milionário

Mesmo estando preso, ex-deputado continua recebendo salários e cotas que até agora somam R$ 1 milhão

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software