X

São Vicente

São Vicente: Saúde avança e proporciona instalações para crescimento profissional

Parceria entre a Prefeitura e a Unilus garante aos alunos o contato com os pacientes e as experiências do dia a dia na profissão

Da Reportagem

Publicado em 05/03/2023 às 15:50

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Ao todo, 32 estudantes que estão se aproximando da fase final para a conclusão do internato fazem rodízio / Divulgação/PMSV

 Com a nova gestão municipal e o projeto de reestruturação das unidades de saúde, a Primeira Cidade do Brasil está ampliando os campos de aprendizado e internato para estudantes do curso de Medicina. Exemplo disso, são os mais de 30 alunos do Centro Universitário Lusíadas (Unilus), que têm a oportunidade de novas experiências e crescimento profissional em quatro unidades de saúde em São Vicente.
 
Ao todo, 32 estudantes que estão se aproximando da fase final para a conclusão do internato fazem rodízio, a cada três semanas, entre o Centro Médico de Especialidades Infantil (CEMEI), a Unidade Básica de Saúde/Estratégia de Saúde da Família (ESF) Praça Vitória, a Maternidade Municipal e a recém-inaugurada unidade hospitalar, o Hospital do Vicentino.
 
De terça a sexta-feira, os futuros médicos atuam durante 32 horas semanais nos equipamentos de saúde, supervisionados pelos diretores de cada unidade.
 
A calunga raiz, Jade Maria de Oliveira Almeida, que está no quinto ano de Medicina, está contente e realizada com a oportunidade de atuar nas instalações de São Vicente.

"A experiência que estamos adquirindo no estágio está sendo enriquecedora, tanto pelo lado profissional quanto pelo lado humano. Acompanhamos casos com diversos níveis de complexidade e isso nos estimula a aproveitar cada oportunidade de aprendizado. Sou ainda mais feliz por ser moradora de São Vicente e por conseguir retribuir para a cidade um pouco do cuidado que recebi", enfatiza a estudante.
 
Além de lecionar na Unilus, ser supervisora dos estudantes na Maternidade Municipal e coordenadora de Saúde da Mulher de São Vicente, a médica Maria Luísa Diaz Cunha David comenta que estar ao lado dos universitários tem sido prazeroso e um crescimento tanto profissional quanto pessoal.

"Tenho certeza que o ganho foi para as duas instituições. Desde o início da parceria, as gestantes e puérperas são bem mais assistidas com os professores e alunos, juntos com a equipe de plantonistas. O conhecimento prático que eles adquirem na Maternidade sempre é muito elogiado pelos alunos e diretores da Unilus. Quando terminam o período de estágio não querem mais ir embora e isso torna o trabalho desenvolvido nesses anos muito gratificante”, finaliza a especialista.
 
Complexo Materno Infantil

Reforçando ainda mais os espaços e a oportunidade de aprendizado para os futuros novos médicos, em um momento histórico, a Prefeitura de São Vicente oficializou no dia 21 de janeiro, véspera do aniversário de 491 anos do Município, o início da construção de um Complexo Materno Infantil, algo inédito na Cidade.
 
Estimada em R$ 62 milhões, a obra não compromete os cofres públicos, visto que será custeada pela Fundação Lusíada, vencedora do processo licitatório. Como contrapartida, a unidade será oferecida como campo de estágio aos alunos da instituição.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Ladrão em bicicleta filma roubo e ainda debocha da vítima em Santos; VEJA VÍDEO

O caso aconteceu há poucos metros do 2° Distrito Policial de Santos. "É dos 'menor'. Já era", disse o criminoso

Cotidiano

Rodovias Anchieta e Imigrantes registram 14 km de lentidão nesta manhã

Fluxo de veículos é uma das principais causas

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter