X
LITERATURA

Reflexões da pandemia viram livro nas mãos de escritora vicentina

O oitavo livro da escritora Helena Fraga teve origem em seu 'Diário de Quarentena'

Helena Fraga afirma que vai tirar folga da escrita, mas já tem planos para o futuro / Divulgação

Uma série de reflexões reunidas por uma escritora vicentina gerou na criação de um livro que almeja levar uma leitura leve, mas ao mesmo tempo profunda aos leitores. Com lançamento previsto para a segunda quinzena de junho, ‘Transforme-se’ se trata do oitavo livro da autora e traz passagens que falam sobre amor, fé, mudanças de hábitos e o forte desejo de ser cada dia mais feliz.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

A nova obra de Helena Fraga foi inspirada em uma série de vídeos que a escritora começou a fazer durante o período de pandemia, batizados de “Diário de Quarentena”, o material era publicado periodicamente em suas redes sociais ao longo de meses de isolamento social. 

“Durante a pandemia eu mudei muito o meu jeito de ver a vida. Aprendi muita coisa nova e aí eu fazia uns videozinhos, bem curtinhos, todos os dias de manhã, falando de coisas pontuais que eu estava sentindo. Essas coisas pontuais viraram texto, que eu dei uma mexida para não ficar com cara de pandemia também, porque eu não quero um livro com cara de pandemia, e nasceu o ‘Transforme-se’, meu novo livro”, explica a escritora.

Essas pílulas diárias de reflexões e análises passaram a fazer parte do seu cronograma, em casa, no trabalho ou parada num congestionamento. Assuntos e temas corriqueiros, como o seu despertar culinário, as lembranças da infância, empatia, delicadeza, energia positiva e muito mais, se transformaram em um conto diário saindo dos vídeos para o livro, de forma aconchegante.

O texto é apresentado em capítulos curtos e intercalados com frases que acolhem e reforçam a essência da autora, uma marca nos livros da vicentina.

“É um livro que te faz pensar, mas não é um livro pesado, não fiz um livro pesado, não fiz um livro cheio de filosofia, só que ele te faz pensar”. 

Helena escreve desde os 13 anos de idade e é uma leitora compulsiva. Além de jornalista e escritora, a mãe de João e Ana, se dedica ao amor e à poesia enquanto divide as atenções na gestão da empresa da família, mas sempre há tempo para escrever e ela gosta de destacar algumas de suas obras.

“Tenho dois livros infantis, um sobre o Natal que eu lancei no ano passado, no final do ano passado, e um outro que é de Páscoa, que eu lancei agora no feriado, mas fiz lançamentos menores, por isso que o pessoal ainda não sabe. Além disso, tem também a biografia do meu pai que eu lancei no ano passado que é 'A Grande Travessia', onde eu conto a vida dele”.

Para quem se interessou pelo conteúdo de ‘Transforme-se’, Helena fará, no melhor estilo dos encontros de família e amigos, regados a mesa farta e conversas sobre tudo, o lançamento de seu oitavo livro no dia 24 de junho, na Livraria Nobel no Shopping Miramar, que fica na Rua Euclydes da Cunha, 21, 2° piso, Gonzaga, em Santos, a partir das 18h30. 

Quem quiser adquirir a publicação poderá comprar o livro no próprio estabelecimento, mas também é possível encontrar as publicações da vicentina no portal da Amazon ou em www.helenafraga.com.br, site pessoal da escritora. Ela revela, ainda, que marcará presença na próxima Bienal de São Paulo, que já está marcada para ser realizada entre os dias 2 e 10 de julho e homenageará a literatura portuguesa na Expo Center Norte, que fica na Rua José Bernardo Pinto, 333, Vila Guilherme, em São Paulo.

A literatura portuguesa será uma das grandes homenageadas na 26ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo. O evento, um dos maiores da América Latina, ocorre daqui a um mês entre os dias 02 e 10 de julho.
“Vou para a Bienal com ele em julho e também com o livro do meu pai, só que com uma outra edição, uma edição menor, mas de luxo e com capa dura, que é uma outra proposta. Vou fazer esse pré-lançamento em Santos, porque eu sou daqui da Baixada, mas também estarei representando São Vicente”, afirma.

FUTURO.
Apesar de já contar com oito livros em seu currículo, algo invejável pra muita gente, Helena afirma que possui planos para expandir sua própria bibliografia.

“Eu tenho [ideias], mas na verdade neste segundo semestre desse ano eu vou dar uma parada porque eu tenho algumas ideias sim, mas eu acredito que a gente, todo mundo, em algum momento, precisa se realimentar também, mas eu vou dar uma parada para, em 2023, eu voltar com alguma coisa bem diferente, bem nova”, finaliza.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Política

Bolsonaro nega almoço com Guilherme de Pádua e pede respeito a Gloria Perez

Ele afirmou haver uma "exploração leviana" da morte da filha de Gloria Perez no caso

Política

STF terceiriza para TSE manifestações sobre atos pró-democracia

O ministro Alexandre de Moraes, que tomará posse como presidente do TSE na próxima terça-feira (16), também divulgou em suas redes sociais uma breve manifestação sobre o tema

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software