SÃO VICENTE

Alça de acesso da Rodovia dos Imigrantes atinge 12% do serviço concluído

Serviços de terraplanagem e drenagem seguem avançando; previsão de conclusão é de 18 meses

Da Reportagem

Publicado em 04/10/2022 às 18:05

Compartilhe:

Os serviços preliminares, como a instalação do canteiro de obras, limpeza de terreno, instalação de placa e a sinalização do canteiro de obras, estão em 28% / Prefeitura Municipal de São Vicente

A construção da alça de acesso na Rodovia dos Imigrantes avança e já alcançou a marca de 12% dos serviços concluídos.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Com previsão de término em 18 meses, a obra é realizada com investimentos do Governo do Estado de São Paulo, na ordem de R$ 52 milhões para a execução.

Os serviços preliminares, como a instalação do canteiro de obras, limpeza de terreno, instalação de placa e a sinalização do canteiro de obras, estão em 28%.

O processo de terraplanagem, que consiste no retaludamento e correção do curso do canal existente na marginal (estabilização do terreno), execução de aterro de conquista (retirada de uma determinada espessura de solo e na sua substituição por um solo de maior resistência, permitindo o acesso de equipamentos em solos moles) e a regularização do terreno, alcançaram 41%.

Já a instalação de aduelas, ligação da rede de drenagem existente a nova, execução da passagem provisória, remanejamento de drenagem e estruturas de apoio chegou a 9%. Pavimentação, sinalização de segurança e parada de ônibus, por enquanto, ainda não foram iniciados.

As obras estão concentradas na Avenida Marcolino Xavier de Carvalho, na Cidade Náutica, onde está sendo construída uma via marginal, criando novo acesso para veículos a região.

Na primeira etapa, os serviços realizados para a remodelação da entrada da Cidade consistem no retaludamento para correção do canal, que não está linear, e a instalação de aduelas, para que seja iniciada a construção da via marginal.

Toda a intervenção na área também contempla serviços de drenagem (o que deverá melhorar o escoamento das águas e minimizar as enchentes) e iluminação, melhorando a segurança para os moradores do bairro.

O projeto, de responsabilidade da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), atende antiga reivindicação dos moradores de São Vicente e região.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Eleitores idosos dobram e jovens caem 20% em Santos, no litoral de SP

O município também tem o menor percentual de menores de idade no eleitorado em toda a Baixada Santista

Cotidiano

Pior dor do mundo! Entenda mais sobre a Neuralgia do Trigêmeo

A doença provoca dores tão fortes que diversos pacientes pensam em eutanásia

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter