Santos

Três aves são resgatadas e recebem tratamento especial no Orquidário de Santos

Os animais foram levados ao hospital veterinário do orquidário por estarem em locais urbanos

Da Reportagem

Publicado em 30/05/2022 às 21:01

Comentar:

Compartilhe:

Aves são resgatadas em Santos / Fotos: Francisco Arraes

Três aves estão recebendo tratamento especial no hospital veterinário do Orquidário Municipal, após serem resgatadas, na última semana, em Santos. Uma coruja, um irerê e um tucano foram levados ao local pela Guarda Civil Municipal (GCM), após serem encontrados por munícipes.

A coruja-buraqueira chegou na sexta-feira (27), depois de ser encontrada em uma transportadora na Alemoa. Assustada, ela já se coloca em posição de defesa ao ouvir alguém se aproximando. A ave estava desidratada e não conseguia se alimentar. "Nesse estado, acaba sendo capturada com facilidade, mas já está se recuperando", explica o chefe da unidade de medicina veterinária do Orquidário, José Heitzmann Fontenelle.

Pesando pouco mais de meio quilo, um irerê foi resgatado, também debilitado, em área do Porto.  "Já está se alimentando. A nadadeira está rasgada. Provavelmente deve ter ficado preso em algum arame. Estamos avaliando se esse ferimento compromete muito a performance dele nadando ou não, porém ele está bem".

Os animais foram levados ao hospital veterinário do orquidário por estarem em locais urbanos. Os dois serão soltos assim que estiverem restabelecidos. A previsão é de que isso ocorra em, no máximo, 30 dias.

QUADRO PREOCUPANTE

Um tucano foi levado para a base da CGM, em Caruara. Ele apresenta o quadro mais preocupante porque perdeu a visão. Nesta segunda-feira (30), passou por exames detalhados com a especialista em oftalmologia Letícia Lauriano para verificar o problema e verificar se voltará ou não a enxergar. Por enquanto, ele se alimenta por sonda.

"Ele passou por essa avaliação com a oftalmologista parceira do hospital e, aparentemente, não tem nenhuma lesão ocular. Talvez tenha uma lesão neurológica por ter batido forte em algum lugar, como um vidro ou uma janela, durante o voo. Então, vai passar por uma tomografia".

O indicado, de acordo com Fontenelle, é acionar a Guarda Municipal, pelo número 153, ao encontrar algum bichinho ferido. Ele ressalta, no entanto, que o atendimento no hospital veterinário do Orquidário é exclusivo para animais silvestres resgatados no Município.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Quanto vale o ouro? Saiba a premiação de cada medalha olímpica

Valor teve uma evolução de 40 % em comparação a Tóquio 2020

Diário Mais

Artista usa inteligência artificial e emociona ao mostrar como estariam os Mamonas hoje

Grupo musical morreu em trágico acidente aéreo em 2 de março de 1996

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter