X

Urgente

Santos confirma primeiro caso de varíola dos macacos

A Secretaria de Saúde de Santos segue monitorando o caso confirmado e outros quatro casos suspeitos da doença

Da Reportagem

Publicado em 27/07/2022 às 12:54

Atualizado em 27/07/2022 às 12:58

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Santos confirma primeiro caso de varíola dos macacos / Foto: Divulgação PMS

A Vigilância Epidemiológica de Santos registrou, nesta quarta-feira (27), o primeiro caso confirmado de monkeypox (varíola dos macacos) em um residente do Município. O informe veio do Instituto Adolfo Lutz, responsável por analisar os testes colhidos em todo o Estado de São Paulo. Trata-se de um paciente homem, adulto. Ele apresenta boa evolução do quadro de saúde e está isolado em sua residência. A Secretaria de Saúde de Santos segue monitorando o caso confirmado e outros quatro casos suspeitos da doença, que também estão em isolamento domiciliar. 

SINTOMAS
O principal sintoma da varíola dos macacos é o aparecimento de lesões parecidas com espinhas ou bolhas que podem surgir no rosto, dentro da boca ou em outras partes do corpo, como mãos, pés, peito, genitais ou ânus. Outros sintomas são: caroço no pescoço, axila e virilha. 

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Quem apresentar estes sintomas deve procurar uma das 32 policlínicas, que atendem das 8h às 16h, ou uma das três Unidades de Pronto Atendimento (UPAS), que atendem ininterruptamente, para que a Secretaria de Saúde possa fazer o monitoramento. Recomenda-se também o isolamento, evitando o contato com pessoas, por 21 dias.

PREVENÇÃO
 A Vigilância Epidemiológica do Município reforça o pedido das medidas de prevenção à varíola dos macacos, tais como: 

- Evitar contato íntimo ou sexual com pessoas que tenham lesões na pele;
- Evitar beijar, abraçar ou fazer sexo com alguém com a doença;
- Higienização das mãos com água e sabão e uso de álcool gel;
- Não compartilhar roupas de cama, toalhas, talheres, copos, objetos pessoais ou brinquedos sexuais;
- Uso de máscaras, protegendo contra gotículas de saliva, entre casos confirmados e contactantes.

É importante destacar que o surto da doença não tem a participação de macacos na transmissão para seres humanos. A transmissão ocorre entre pessoas e o atual surto tem prevalência de transmissão de contato íntimo e sexual.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Eleições 2022

Lula tem 45% contra 33% de Bolsonaro no primeiro turno, aponta pesquisa

A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos; segundo a pesquisa, 43% avaliam o governo de forma negativa, e 27% de forma positiva

São Vicente

Quatro Unidades Básicas de Saúde passam a atender em novo horário a partir de terça (23)

Iniciativa busca melhorar o atendimento à população de São Vicente

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software