X

SANTOS

Samu de Santos e Bombeiros firmam parceria para atender moradores da Ilha Diana

A parceria permite o atendimento de urgência onde é possível acessa apena por transporte aquaviário

Da Reportagem

Publicado em 14/03/2023 às 19:36

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Lanchas farão o deslocamento de equipe de atendimento conforme necessidade do paciente / fotos: Francisco Arrais

Uma parceria inédita firmada entre o Samu de Santos e o Grupamento de Bombeiros Marítimo (GBMAR) permite o atendimento de urgência e emergência aos moradores da Ilha Diana, bairro de Santos localizado em uma porção de terra onde é possível acessar apenas por transporte aquaviário.

Administrativamente atrelada à Área Continental da Cidade, a comunidade de caraterísticas caiçaras e cerca de 250 habitantes fica na foz do Rio Diana e do Canal de Bertioga, ao lado do Rio Jurubatuba, contornando a Base Aérea de Santos, a apenas 20 minutos de barquinha.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Antiga reivindicação dos moradores, que se mobilizavam com meios próprios quando necessário, a parceria prevê o uso das embarcações do GBMar no atendimento aos casos em que a remoção para unidades de pronto atendimento é necessária.

Paralelamente a esta parceria, o Samu promoveu curso de primeiros socorros aos moradores da Ilha Diana, com o objetivo de mostrar quais as condutas a serem adotadas no serviço de urgência quanto aos procedimentos que podem ser realizados com a vítima enquanto espera a equipe de socorro.

“Este é um momento marcante para a saúde de Santos. Agradecemos muito ao GBMar pela disponibilidade das embarcações e de seus integrantes nesta parceria que ajudará a salvar vidas”, destaca o prefeito Rogério Santos.

De acordo com o secretário de Saúde, Adriano Catapreta, a parceria permite “dar mais qualidade ao atendimento, uma vez que as pessoas que necessitarem de socorro serão sempre deslocadas junto a equipes preparadas para o atendimento de qualquer intercorrência”.

“Realizamos uma visita técnica à Ilha Diana a fim de alinhar estratégias de ação a possíveis emergências e para o estabelecimento de protocolos de atendimento. A parceria trará benefícios à comunidade e às instituições envolvidas”, afirma o coronel Maurício Biloti Machado Cunha, do 6º Grupamento de Bombeiros.

FLUXO

O Samu recebe os chamados via telefone 192 e o médico regulador faz a triagem do atendimento. O deslocamento para o local da ocorrência é realizado em embarcação do GBMar. A depender da situação, uma equipe do Samu, com médico, pode ir ao local ou a equipe do GBMar pode realizar o primeiro atendimento diretamente (veja abaixo), o que otimiza ainda mais o tempo de espera.

A embarcação atraca na estação de passageiros na altura do prédio da Alfândega, no Centro de Santos, e, após ser colocado em uma ambulância do Samu, o paciente é encaminhado para uma unidade de pronto atendimento.

“O posto de saúde da Ilha Diana é bastante atuante e muitas situações são resolvidas na Atenção Básica. Porém, em situações de maior complexidade clínica, é necessário o atendimento do Samu ou dos bombeiros. Essa parceria reduzirá o tempo de espera do chamado”, afirma o coordenador do Samu, Marcelo Isamail.

COMPETÊNCIAS

ATENDIMENTO INICIAL NO LOCAL DA OCORRÊNCIA PELO SAMU

  • Parada cardiorrespiratória
  • Óbito
  • Traumatismo crânio-encefálico grave
  • Reação alérgica grave (anafilaxia)
  • Infarto agudo do miocárdio
  • Falta de ar com obstrução de via aérea
  • Hemorragia digestiva alta
  • Queimadura de grande extensão e paciente inconsciente
  • Intoxicação com rebaixamento do nível de consciência
  • Convulsão reentrante ou intermitente
  • Trabalho de parto prematuro
  • Hipoglicemia com paciente inconsciente

ATENDIMENTO INICIAL NO LOCAL DA OCORRÊNCIA PELO GBMAR

  • Fratura exposta
  • Fratura evidente
  • Intoxicação com paciente consciente
  • Trabalho de parto
  • Taquiarritmias
  • Crise convulsiva pós-ictal (quando há sonolência, dor de cabeça ou confusão mental)
  • Acidente vascular cerebral
  • Falta de ar sem obstrução de via aérea
  • Queimadura com paciente consciente

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

INVESTIGAÇÃO

Caminhoneiro é sequestrado e mantido refém após descarregar carga no Porto de Santos

Homem de 42 anos disse à Polícia Civil que um dos criminosos estava armado; caso é investigado e criminosos são procurados

ATRAÇÃO NO LITORAL

São Vicente terá maior fonte interativa da Baixada Santista

Na noite desta sexta-feira (24) o novo equipamento foi acionado pela primeira vez

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter