Cultura

Livro "Rosi e os Cadernos Fraternos" será lançado nesta sexta-feira, em Santos

Toda a renda beneficiará o Projeto Água para Madagascar

Da Reportagem

Publicado em 14/07/2022 às 16:41

Compartilhe:

Capa livro ''Rosi e os Cadernos Fraternos'' / Foto: Divulgação

O livro "Rosi e os Cadernos Fraternos", escrito e ilustrado pela jornalista e filósofa Rita Foelker, será lançado a partir das 16h30, desta sexta-feira (15 de julho), no Espaço Cultural da Pinacoteca Benedicto Calixto. Toda a renda arrecadada com a venda beneficiará o Projeto Água para Madagascar, desenvolvido pela ONG Fraternidade Sem Fronteiras. O valor da obra é R$ 30,00.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

No livro é contada a história da educadora brasileira Rosi Cassiano, moradora do norte da Itália desde o final de 2005, que ultrapassou algumas dificuldades durante a pandemia para criar as capas de cadernos que são encaminhadas para crianças da África e também de algumas cidades do Brasil. Rosi conheceu os Cadernos Fraternos durante sua participação em uma caravana para Moçambique. De volta para a sua cidade entrou em contato com a educadora santista Ana Lúcia Caetano, criadora da ação e começou a desenvolver as capas. "No início ficaram meio tortinhas. Mas a vontade era tanta que não conseguia parar". Depois ela teve ajuda de algumas amigas (italianas, portuguesas e brasileiras) e o resultado foi muito satisfatório. No livro Rita Foelker narra essa aventura de Rosi.

Os Cadernos Fraternos, inicialmente chamados de Cadernos para a África, é uma ação de voluntários da Fraternidade Sem Fronteiras criada há oito anos. "Começamos com um polo em Santos, em 2015. Em 2018 descentralizamos as tarefas, criando cinco polos no Brasil, para facilitar o recebimento das capinhas e a distribuição desses cadernos. E em 2020, chegamos a cinco polos internacionais – Itália, Portugal, França, Espanha e Estados Unidos – além de mais de dez polos no Brasil. Tudo por um simples caderno. Ou melhor, pela força de um caderno", explica Ana Lúcia Caetano.

Em cada edição os voluntários recebem uma lista com 12 palavras em português e no dialeto moçambicano. A criação é livre. O resultado, como enfatiza Ana Lúcia, são "lindezas que nascem desse ato de amor reutilizando panos, botões, fitas, papéis e cola. E enfim, o engajamento! Estar engajado em uma causa, pode-se dizer com toda certeza que muda a rota da vida".

As capas que envolvem os cadernos são enviadas para as comunidades carentes de várias cidades do Brasil e de Moçambique durante as caravanas da Fraternidade Sem Fronteiras. Neste ano, a Missão Amazônia da área da saúde também transportou o material.

Ação Madagascar
O projeto Ação Madagascar atua em 12 Centros Nutricionais com mais de 16 mil acolhidos. O acesso à água é escasso devido ao clima de semi deserto. A falta de água potável provoca inúmeros casos de desnutrição severa. Para o abastecimento, uma vez por mês, os voluntários compram carros pipa com capacidade de cinco mil litros a um custo aproximado de R$ 238,00.

Sem essa ajuda, a população divide com os animais a água suja que sobra das poças feitas pela chuva, quando acontecem. Por isso é tão importante essa contribuição que a venda do livro "Rosi e os Cadernos Fraternos" vai oferecer a essa população.

Fraternidade Sem Fronteiras
A Fraternidade Sem Fronteiras é uma Organização humanitária com sede em Campo Grande (MS) com atuação em oito países (Brasil, Madagascar, Malawi, Moçambique, Congo, Senegal, Haiti, Estados Unidos), em alguns dos lugares mais pobres do planeta, com esperança e profundo desejo de ajudar acabar com a fome e construir um mundo de paz.

A instituição possui 74 polos de trabalho, mantém centros de acolhimento, oferece alimentação, saúde, formação profissionalizante, educação, cultivo sustentável, construção de casas e ainda, abraça projetos de crianças com microcefalia e doença rara. Todos os trabalhos são mantidos por meio de doações e principalmente pelo apadrinhamento. Mais informações podem ser obtidas pelo site http://www.fraternidadesemfronteiras.org.br

 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Pior dor do mundo! Entenda mais sobre a Neuralgia do Trigêmeo

A doença provoca dores tão fortes que diversos pacientes pensam em eutanásia

Diário Mais

Detran confirma que pão de forma pode alterar teste de bafômetro ; VEJA VÍDEO

Assunto gerou polêmica nas redes sociais e levantou diversas dúvidas

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter