Cotidiano

Bebê nasce em Santos sob acompanhamento de intérprete de Libras

A zeladora e gestante Shirley França de Souza, 36 anos, recebeu o acompanhamento da profissional desde as consultas na policlínica

Da Reportagem

Publicado em 14/07/2022 às 12:42

Comentar:

Compartilhe:

A Central de Libras da Prefeitura de Santos conta com duas intérpretes responsáveis pelo atendimento de surdos de todas as cidades da Baixada Santista / Foto: Nathália Filipe

O nascimento de um filho é um momento mágico na vida de um casal. Para Gabriel e Shirley, ambos surdos, este momento aconteceu na manhã da última quarta-feira (6), quando o pequeno Miguel veio ao mundo protagonizando uma cena inédita na Baixada Santista: o acompanhamento de uma intérprete de Libras no momento do parto.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Roseane Cristina Rosa, funcionária da Central de Libras da Prefeitura, não era nem da família e nem do corpo hospitalar, mas se tornou parte fundamental deste episódio inesquecível ao ser peça-chave na comunicação entre os papais e os médicos e enfermeiros: um serviço humanizado que é prestado pela Municipalidade de forma gratuita.

“O atendimento da Central se faz de forma bem ampla ao munícipe surdo em todos os aspectos da sua saúde e essa foi a primeira vez que uma intérprete acompanhou uma cesárea”, disse a coordenadora de Defesa de Políticas para a Pessoa com Deficiência (Codep) da Secretaria Municipal de Governo, Cristiane Zamari.

A zeladora e gestante Shirley França de Souza, 36 anos, recebeu o acompanhamento da profissional desde as consultas na policlínica. Como ela e o marido têm deficiência auditiva, ficaram preocupados em não compreender as orientações dos médicos e atendentes e, por isso, o casal solicitou que uma intérprete da Prefeitura os acompanhasse durante as consultas de pré-natal.

“Se eu não tivesse essa ajuda, seria muito difícil. As pessoas da minha família, que às vezes me acompanham, também não sabem Libras, então poderiam me passar alguma informação errada sem querer. Foi muito importante ter alguém que compreendesse as duas línguas junto comigo”, disse a mamãe.

Roseane esteve com o casal em todos os momentos da gravidez e, pelo forte vínculo, brinca que considera Miguel um pouco seu filho também. “Eu estava no momento do ultrassom e ouvi os batimentos do coraçãozinho do bebê por eles. Eles conseguiam ver que os batimentos estavam fortes pelo monitor, mas foi eu quem ouviu o som. Foi um momento muito especial”, revela.

Com a hora do parto se aproximando, Shirley perguntou à intérprete se ela também poderia acompanhá-la neste momento. Roseane aceitou prontamente, assim como a maternidade. "Quando estava chegando perto, fiquei totalmente à disposição dela. Eu não fazia outra coisa porque sabia que poderia ser a qualquer momento", contou a profissional.

Então, à 1h30 da madrugada de quarta-feira, a zeladora ligou para a intérprete por chamada de vídeo para dizer que já estava sentindo algumas contrações. Roseane prestou atendimento remoto até 4h da manhã, quando conseguiu se deslocar até o Hospital e Maternidade Dr. Silvério Fontes, no Castelo. "Ele nasceu às 8h17. Eu fui embora e voltei à tarde para continuar acompanhando eles durante a internação", contou a profissional.

ACOMPANHAMENTO INTEGRAL
Shirley e Miguel tiveram alta já na última sexta-feira (8), mas até a saída dos dois do hospital, Roseane os acompanhou oito horas por dia, participando de toda comunicação entre família e funcionários da maternidade. “Eu com certeza indicaria esse serviço para outra grávida, porque comigo foi muito bom. Diria para procurar, sim”, aconselhou a mamãe.

Relembrando o nascimento da filha Ysabella, que hoje tem 5 anos, Shirley percebe que o episódio foi muito mais difícil sem a presença de alguém que entendesse seus sinais e que conseguisse traduzir as palavras da equipe hospitalar. “Da outra vez foi tudo escrito. Eu consegui entender, mas sempre tinha aquele medo de ocorrer alguma falha. Com a intérprete aqui, foi um alívio”.

Para a coordenadora da Codep, “é uma felicidade ver que o atendimento foi feito com excelência, que essa família foi devidamente contemplada com os serviços da nossa intérprete de Libras e que ela deu todo o respaldo, não só técnico, mas também muito humanizado. Sem ela, o parto não teria acontecido de maneira igualitária, com toda a assistência necessária e todas as informações dadas na forma devida”, afirma Cristiane Zamari.

ATENDIMENTO HUMANIZADO
A Central de Libras da Prefeitura de Santos conta com duas intérpretes responsáveis pelo atendimento de surdos de todas as cidades da Baixada Santista, em equipamentos públicos de Santos, por três frentes: via WhatsApp (13) 99155-22377, pelo Instagram @centraldelibrassantos e presencialmente (agendamentos pelo e-mail [email protected]). 

A função da Central é informar os munícipes surdos que, muitas vezes, não dominam a língua portuguesa. Pelo WhatsApp, as intérpretes auxiliam no atendimento de munícipes com deficiência auditiva em diversos equipamentos públicos e tiram dúvidas sobre os serviços municipais, tanto por escrito como por chamada de vídeo. Já no Instagram, assuntos como as decisões tomadas na Cidade, vacinação, cursos para pessoas com deficiência e qualquer outro assunto que seja de interesse dos surdos são traduzidos para Libras e postados no feed.

O auxílio da Central nos atendimentos prestados pelas unidades municipais de saúde já é comum em Santos. O serviço é solicitado pelo próprio munícipe ou pelos funcionários do órgão, em caso de atendimento de pacientes surdos desacompanhados que necessitem de intérprete de Libras para efetiva comunicação com os agentes de saúde. Para solicitar o acompanhamento de uma intérprete na hora do parto, basta entrar em contato com a Central para agendar.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Diário Mais

Descubra os nomes inspirados no espaço sideral que são mais escolhidos

A novela 'Família é Tudo', se aproveitou dessa popularidade e nomeou as protagonistas em homenagem ao Sistema Solar

Cotidiano

Sua grande chance! PATs do Litoral de SP oferecem 319 vagas de emprego; confira

Oportunidades são para todos os níveis de escolaridade

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter