Analise

Governador anuncia estudo para implementar trem entre Santos e São Paulo

Previsão é de que estudos fiquem prontos em 2026 para que leilão seja realizado em 2027

LG Rodrigues

Publicado em 23/05/2024 às 20:48

Atualizado em 24/05/2024 às 09:11

Comentar:

Compartilhe:

Um trem ligando São Paulo a Santos é considerado de alta complexidade, principalmente pela dificuldade que é ultrapassar a Serra do Mar / Divulgação/Governo de SP

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), anunciou, na noite desta quinta-feira (23), que será iniciado um estudo para analisar a viabilidade de um projeto ferroviário que ligará Santos a São Paulo. A previsão é de que esta analise seja finalizada em 2026.

O anúncio foi realizado após uma reunião entre integrantes do Governo Estadual para discutir a respeito da mobilidade no Estado de São Paulo.

"Deliberamos sobre o início de novos estudos para mobilidade urbana. A gente já tem uma série de projetos aí que estão qualificados, que a gente vem desenvolvendo estudos, a gente está finalizando estudos de concessão das Linhas 11, 12 e 13. Já fizemos o leilão do trem intercidades, estamos concluindo o Campinas-São Paulo, que é o nosso eixo Norte, estamos concluindo os estudos do trem intercidades de Sorocaba a São Paulo, que é o nosso eixo Oeste, com a previsão da gente fazer o leilão do Sorocaba-São Paulo no ano que vem e a gente agora deliberou o ingresso no programa de parceria de investimentos de outras linhas de trem", afirmou o governador.

Na sequência, o chefe do Executivo paulista anunciou que, além de Santos, São José dos Campos também esteve na pauta da reunião.

"Então, o novo trem intercidades que vai ser nosso eixo Sul, Santos-São Paulo, e o nosso eixo Leste que vai ser São Paulo-São José dos Campos. A gente já fez, já tentou averiguar pré-viabilidade, já vimos mais ou menos quais são as alternativas de traçado, qual é o capital que é requerido, quanto que vai ser o investimento, quais são as linhas mais prováveis pra a gente ver se vale a pena seguir e tudo mostra que vale a pena seguir".

A previsão, entretanto, é de que o projeto só deva começar a sair do papel em até três anos.

"A gente deve fechar a contratação para o desenvolvimento dos estudos. A ideia, a perspectiva é de que a gente feche o contrato para os estudos agora em junho ou julho, depois a gente tem um período aí de análise de pré-viabilidade e depois o estudo propriamente dito, de maneira que esses estudos devem ficar pronto em 2026 para que a gente possa levar a mercado em 2027. Além disso dois VLTs, um VLT em Campinas, um VLT em Sorocaba", concluiu Tarcísio.
 

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

De volta ao Santos? Danilo explica suas prioridades no futebol brasileiro

Jogador é capitão da Seleção Brasileira e defende as cores da Juventus (ITA)

Diário Mais

O combinado não sai caro! Entenda o que é contrato de namoro e o seu valor legal

A prática virou tendência entre famosos e pessoas anônimas

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter