Câmara de Santos quer Blitz do coronavírus no Saboó e na Aparecida

Após alguns bairros da Zona Noroeste terem recebido primeira ação para realizar testagem em massa, vereadores indicaram desejo de que bairros mais populosos sejam beneficiados

Comentar
Compartilhar
29 JUN 2020Por LG Rodrigues08h10
Mesmo sem a confirmação da doença em caráter oficial das mais de mil pessoas, o assunto foi debatido durante a sessão ordinária da Câmara de SantosFoto: Anderson Bianchi / Prefeitura Municipal de Santos

A computação de mais de mil resultados positivos em testes rápidos para identificar anticorpos do novo coronavírus nas pessoas testadas em alguns bairros da Zona Noroeste de Santos e nos Morros do município ligou o sinal amarelo para as autoridades de todas as áreas da cidade e levou alguns vereadores do município a pedir ações similares com testagens em massa em bairros populosos. Dentre os parlamentares que se pronunciaram a respeito, eles fizeram pedidos para que o Saboó e a Aparecida tenham prioridade. Segundo a Prefeitura, a Região Central da cidade e a Área Continental serão as próximas contempladas.

A blitz realizada entre os últimos sábado (20) e domingo (21) submeteu 12.264 pessoas nos bairros Chico de Paula, Bom Retiro, Areia Branca, Rádio Clube, Castelo, São Manoel e Piratininga ao teste rápido, no qual o sangue é extraído do dedo indicador. Apesar de não ser um exame definitivo, todos os 1.332 moradores que testaram positivo receberam orientações das autoridades sanitárias para permanecer em total isolamento e deixar sua residência apenas para realizar exame PCR (por mucosa) – o mais preciso para confirmação ou descarte da doença – numa policlínica ou Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Já no fim de semana dos dias 27 e 28, a ação, que ocorreu em Vila Progresso, Nova Cintra, São Bento, Santa Maria, Valongo e José Menino teve resultados similares: 1.076 resultados positivos dentre 10.417 testes. 

Mesmo sem a confirmação da doença em caráter oficial das mais de 2 mil pessoas, o assunto foi debatido durante a sessão ordinária da Câmara de Santos da última segunda-feira (22).

“Saldo positivo desse fim de semana após mais uma ação do nosso governo e que teve apoio dessa Câmara solicitada por vereadores como Constatino, Fabiano, por mim e outros colegas para que tivéssemos testagens na Zona Noroeste e é claro que realizar uma ação como essa onde mais de 10 mil pessoas foram testadas, sendo que muitas cidades não chegaram nem perto disso, é claro que pode não ter saído 100% como deveria, mas acho que o resultado final foi bastante positivo.

A procura foi bastante grandiosa o que é importante”, afirmou o vereador Adilson Junior (Progressistas), que destacou que alguns locais ficaram sem testes rapidamente devido ao comparecimento em peso da população.

Apesar disso, alguns parlamentares pedem que regiões mais populosas do município sejam beneficiadas com urgência e recebam blitz similares o mais rapidamente possível.

“Parabenizo não só a secretaria de saúde, mas também os funcionários que participaram da blitz da Zona Noroeste, mas gostaria de fazer um apelo ao vereador Adilson Junior, líder do governo, para que leve ao senhor prefeito um pedido meu porque eu gostaria de fazer uma blitz de covid dentro do conjunto habitacional mais populoso da cidade, no bairro da Aparecida, no BNH, eu acho que tanto ele quanto o Jaú são conjuntos localizados no bairro mais populoso da cidade e mereceriam uma atenção especial por parte do poder público”, afirmou o vereador Augusto Duarte Moreira Neto (PSDB). 
Durante sua fala, Benedito Furtado (PSB) fez um alerta e destacou que se os 10% de casos positivados na Zona Noroeste fossem traduzidos para a cidade inteira, os dados totalizariam em mais de 40 mil pessoas infectadas.

“Sobre a questão da Blitz do Covid, que foi muito importante, afinal quanto mais testes foram feitos na nossa cidade, melhor para que possamos fazer uma análise eu também faço um pedido ao nosso colega Adilson Junior para que possa estender essa blitz não só para o BNH mas também para o Saboó que tem grande número de trabalhadores portuários, que basicamente moram naquele local e estão expostos ao covid enquanto exercem um serviço essencial, então peço um plantão ao bairro”, concluiu o vereador Chico Nogueira (PT)

No domingo à noite a prefeitura anunciou que a Região Central de Santos e a Área Continental de Santos serão as próximas contempladas pela ação, mas ainda não possuem data certa para uma blitz a ser realizada nos bairros da Aparecida ou Saboó.