X
Santos

Cães soltos causam transtorno em Santos

Vizinhança está apavorada com a segurança dos pedestres e dos próprios animais. Ninguém toma providência

Uma senhora, que tentou proteger uma criança, teria sido mordida e saiu de resgate / Divulgação

Uma situação está apavorando moradores da Rua César Lacerda de Vergueiro, na Ponta da Praia, em Santos e já se tornou discussão e vídeos nas redes sociais.

Todos os dias, nove cães da raça Rottwailer - um casal e cinco filhotes já no tamanho adulto - e outros de raças indefinidas, saem de uma residência e circulam pela via. Além da segurança dos pedestres, os vizinhos temem pela segurança dos próprios animais, que já teriam escapado de atropelamento várias vezes de dia e à noite.

Conforme relatos, os cães ficam no número 31 da rua. Eles forçam o portão de alumínio da garagem da residência que, ao ceder a parte inferior, permite acesso à via. Segundo uma vizinha que não quis se identificar, já foram contabilizadas mais de 10 fugas dos animais e a proprietária dos cães já teria sido procurada, mas ela não toma qualquer providência.

A testemunha que falou com a Reportagem garante que os cães são bem alimentados e não há sinais de maus tratos. Revelou ainda que uma entidade de proteção de animais já forneceu um cadeado - que não está resolvendo a questão - e já teria se oferecido para castrar os cães, o que ainda não ocorreu.

Também informa que os cães são dóceis com pessoas, mas atacam outros cachorros. Segundo afirma, um pastor alemão foi atacado e teve que ser atendido. O vídeo que já circula nas redes sociais mostra exatamente a angústia do tutor do pastor alemão tentando salvar o animal dos demais.

Outro cão pequeno também foi atacado e uma senhora, que tentou proteger uma criança, teria sido mordida e saiu de resgate. Cerca de três viaturas da Polícia Militar foram para a ocorrência - controlar os animais e manter a segurança dos pedestres.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

POLÍCIA.

Vários boletins de ocorrência já foram registrados, sendo que o último (1681/2021), em 9 de novembro, foi elaborado o 3º Distrito, sob denúncia de lesão corporal culposa. A proprietária dos cães foi identificada e consta no documento policial, mas dificilmente ela se encontra o imóvel. Portanto, não foi encontrada pela Reportagem e nem está sendo acusada formalmente.

"O problema não são os latidos, os uivos, os choros, as brigas entre eles e, sim, quando do eles conseguem arrombar o portão e ficam soltos desorientados atacando quem passa. Tem vídeos e testemunhas. Tenho uma visão parcial pois estou na avenida de trás. Não presenciei todas as ocorrências, mas é angustiante vê-los correndo, os carros brecando em cima deles e alguns vizinhos tentando controlar", relata um internauta, que ainda disse que vários órgãos públicos foram avisados e nada fizeram.

No último dia 28, por volta das 20h30, teria ocorrido uma situação constrangedora entre a dona e os animais, que teve muito trabalho para controla-los.

"Ninguém. Nem eu nem a vizinhança que convive com essa situação sofrida quer o mal desses animais. Já foi conversado com ela para que sejam castrados e doados para boas famílias. Mas parece que ela prefere que eles continuem sofrendo. Logo mais entrarão no cio. Eles são bonzinhos, mas são fortes e passam por todo esse sofrimento nas mãos de quem deveria lutar pelo bem estar deles. Não tenho mais estrutura psicológica e emocional para tentar mais uma vez ajudá-los", revelou uma testemunha.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Brasil

1ª criança vacinada no país, Davi estuda em escola com maior Ideb das redes estaduais do Brasil

Escola Estadual Honorato Faustino, em Piracicaba, alcançou o índice de 8,8 em 2019

Cotidiano

Fonte interativa musical é nova atração da Praia de Pitangueiras, em Guarujá

Novo cartão-postal está na Praça dos Expedicionários, coração da Praia de Pitangueiras, e promete encantar pessoas de todas as idades com 115 jatos de água reaproveitável, iluminação especial e sonorização embutida

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software