X

Santos

Avançam as obras de transformação do Mercado Municipal de Santos

Para a execução das obras internas, os permissionários foram transferidos para um dos anexos do Mercado e continuam atendendo seus clientes normalmente

Da Reportagem

Publicado em 04/04/2024 às 18:39

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Obras de modernização do Mercado Municipal são gerenciadas pela Secretaria de Infraestrutura e Edificações (Siedi) / Doug Fernandes/PMS

Com entrega prevista para fevereiro de 2025, as obras do Novo Mercado Municipal seguem a todo vapor. Parte da estratégia para impulsionar a revitalização e o desenvolvimento do Centro Histórico de Santos, a equipe é composta por 80 operários que trabalham no restauro e remodelação interna do edifício histórico.

Siga as notícias do Diário do Litoral no Google Notícias

O prefeito Rogério Santos explica que a Cidade trabalha com ações integradas para promover a revitalização da região do Centro Histórico. “A obra do Mercado Municipal, além de recuperar o prédio que faz parte da tradição santista, promoverá a ocupação desse espaço com os comércios tradicionais, que tanto caracterizaram esse equipamento, e com novas iniciativas voltadas ao setor da economia criativa, da tecnologia, da gastronomia e do entretenimento”, diz.

“Já temos ali uma cervejaria artesanal e muitas outras novidades estão previstas, integrando um circuito comercial e turístico que também engloba o Parque Valongo, a Rua Tuyuti e a Rua República Portuguesa, entre outros espaços importantes do Centro”, completa Rogério Santos.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Novo espaço de lazer é inaugurado no Centro Histórico de Santos

Os serviços são divididos por frentes de trabalho. Um grupo cuida da instalação de estruturas metálicas e dos revestimentos, outra equipe faz o tratamento da estrutura existente, e as demais executam as adequações de infraestrutura elétrica e hidráulica e atuam na finalização da cobertura do prédio da administração, informa o fiscal da obra, engenheiro Márcio Fioroni. Antes disso foram realizadas as demolições das estruturas dos boxes existentes.

As obras de modernização do Mercado Municipal são gerenciadas pela Secretaria de Infraestrutura e Edificações (Siedi). Trata-se de um investimento total de R$ 5,3 milhões no restauro das fachadas e telhado, e mais R$ 18,8 milhões no interior do edifício, recursos de convênio com o governo do Estado, por meio do Dadetur, do Fundurb (Fundo de Desenvolvimento Urbano do Município de Santos) e do Município.

O espaço ganhará visual moderno e arrojado para abrigar todos os negócios voltados ao comércio tradicional e para a economia criativa. Para tanto está em andamento uma reforma geral.

Centro de Santos ganhará mural celebrando os 150 anos da imigração italiana

O Novo Mercado Municipal contará com uma cervejaria, restaurantes e 18 boxes com peixaria, hortifrúti, açougue, temperos, bebidas, laticínios e padaria no térreo. O mezanino será ocupado por um café, uma varanda e 18 boxes com exposições, salão de beleza, venda de joias e artesanato, estúdios de tatuagem e piercing, além de espaços para coworking, ateliê, antiquário e suvenires.

O restauro das fachadas e dos telhados está na fase de arremates. Já a Iluminação cenográfica prevista para a fachada, a partir do piso, só poderá ser instalada no final das obras da parte interna, que incluem a calçada no entorno e as rampas de acessibilidade.


O edifício ganhará nova infraestrutura elétrica e hidráulica. Serão substituídos os revestimentos e haverá uma alteração de layout, que inclui a implantação de uma padaria e espaço para eventos, além de área para coworking no mezanino existente. Será também construído um novo mezanino em estrutura metálica que abrigará espaços gastronômicos.

A massa mineral raspada foi indicada pelos órgãos de defesa do patrimônio histórico para o acabamento das fachadas do Mercado Municipal. O produto, a base de silicato de potássio, mineral duro que fornece um acabamento rústico e texturizado, deixou as fachadas do Mercado com a cor bege claro, seguindo o tom original do edifício, construído em 1902 e tombado pelo patrimônio histórico com nível de proteção 2 (fachadas e telhado).

Em paralelo à aplicação da massa raspada, as obras de reforma e restauro das fachadas e da cobertura do Mercado Municipal incluíram a recuperação e/ou substituição de esquadrias com instalação de venezianas, instalação dos forros, implantação de um atual SPDA (Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas).

A intervenção no exterior do edifício contemplou ainda moderno sistema de impermeabilização, substituição da estrutura de sustentação, novas telhas metálicas e forro, com a troca das instalações de águas pluviais e retirada do revestimento deteriorado da fachada.

Para a execução das obras internas, os permissionários foram transferidos para um dos anexos do Mercado e continuam atendendo seus clientes normalmente. São boxes que reúnem açougues, empórios, hortifrutigranjeiros, laticínios, peixarias. No local são oferecidos produtos no atacado e no varejo, boa opção para compras do dia a dia e a ceia de final de ano. O horário de funcionamento é das 7h às 12h na segunda-feira, das 7h às 18h de terça a sábado e das 7 às 13h nos domingos.

A modernização do entorno e a integração com a Estação Mercado do VLT e com a Nova Estação Catraias contará com recursos do Fundurb e seu projeto foi aprovado nos conselhos de defesa do patrimônio histórico.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Polícia

Suspeitos de lavagem de dinheiro para o PCC são presos em Praia Grande

Segundo investigações, o trio comandava um esquema de fraudes para lavar dinheiro do tráfico de drogas, utilizando imóveis e contas em bancos digitais

Esportes

O futebol continua! Veja os campeonatos que não terão paralisação

Times gaúchos estão envolvidos nos principais torneio do futebol brasil

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter