X
Praia Grande

Prefeitura destaca a importância do VLT em Praia Grande durante Fórum de Mobilidade

Dentre os temas levantados no evento pelo secretário estão a importância da inclusão de Praia Grande nas próximas etapas do VLT  (Veículo leve sobre trilhos), a triplicação das faixas da Curva do S, entre outros

O evento foi coordenado pela Agência Metropolitana da Baixada Santista (Agem) / Divulgação/ PMPG

Para apresentar diretrizes gerais e propostas de soluções integradas  para o sistema de transporte da Região, foi realizado na última  quinta-feira (20) o 1º Fórum Metropolitano de Mobilidade da Baixada Santista. O evento foi coordenado pela Agência Metropolitana da Baixada Santista (Agem) e representando Praia Grande esteve presente o  secretário municipal de Transportes, Leandro Avelino, que também é  coordenador da Câmara Temática de Mobilidade e Logística da Agem.  

Dentre os temas levantados no evento pelo secretário estão a  importância da inclusão de Praia Grande nas próximas etapas do VLT  (Veículo leve sobre trilhos), a triplicação das faixas da Curva do S,  legislação para os aplicativos de transporte de passageiros, entre  outros.

O evento foi aberto ao público em geral de forma online e visou também  promover o Plano Regional de Mobilidade Sustentável da Baixada  Santista (PRMSL-BS) e mobilizar os atores políticos, institucionais e  a sociedade da Região para participar da sua elaboração, sendo uma  oportunidade de compreender, através de apresentações e discussões,  quais as expectativas da população sobre o desenvolvimento do Plano.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.


Praia Grande protocolou em fevereiro junto à Agem o projeto conceito  do VLT na Cidade, que interligaria o Terminal Rodoviário Tude Bastos  com a Área Continental de São Vicente. Ainda assim, Avelino salientou  que é muito importante que o projeto também conste no PRMSL-BS. “A  próxima etapa prevista é para Barreiros/Samaritá. O que queremos é  mostrar a viabilidade de ter um ramal até Praia Grande, o que  beneficiará não só a Cidade, mas também moradores dos demais  municípios do Litoral Sul”, explicou.

O trecho que contemplaria Praia Grande conta com percurso com uma  extensão de aproximadamente 5,3 km, saindo da Avenida Angelina Pretti  da Silva, em São Vicente; com trecho aéreo e outro passando por faixa  inabitada, além de, na sequência, seguir pela Rua José Bonifácio, no  Bairro Sítio do Campo, até chegar ao Terminal Tude Bastos. O VLT é um  sistema de transporte sobre trilhos que opera em uma plataforma  separada do resto do tráfego.

Outro assunto abordado durante a participação de Praia Grande no fórum  foi a triplicação do Viaduto da Curva do S na Cidade, que vai  beneficiar cerca de 2 milhões de pessoas que passam pelo local  diariamente, incluindo moradores de Praia Grande e do Litoral Sul,  como explicou Avelino: “Fala-se em duplicação, mas a ideia na verdade  é uma triplicação, pois assim deixaríamos uma via exclusiva para  ônibus e caminhões, melhorando ainda mais a segurança viária e a  liberação do fluxo de veículos”.

Sobre a importância da criação de normativas para aplicativos de  transporte de passageiros, Avelino explicou que no âmbito da Câmara  Temática de Mobilidade e Logística da Agem o assunto já está sendo  discutido. “A ideia é utilizar como base a legislação já existente na  Capital Paulista, com cobrança de preço público por crédito por  quilometragem. Achamos extremamente importante esse tema também ser  abordado no Plano Regional”.

Outro tema abordado pelo secretário de Praia Grande foi a necessidade  de unificação do acesso às gratuidades no sistema de transportes. “Não  é certo que as pessoas tenham que tirar vários cartões de gratuidade  para utilizar linhas municipais, nas cidades da Região, e utilizar as  intermunicipais. Além disso, já verificamos que a lista de CIDs, ou  seja, de Classificação Internacional de Doenças, que a EMTU atende é  inferior a dos sistemas municipais. É importante unificar isso”.

Além disso, outros temas foram destacados por Praia Grande durante o  Fórum Metropolitano de Mobilidade da Baixada Santista: a necessidade  de estudos para a revitalização do Viaduto Mário Covas, em São  Vicente; a importância do controle de empresas de transportes de carga  quanto ao local de estacionamento dos veículos; a integração de  modais, como bicicleta/ônibus com a instalação de bicicletários em  áreas de embarque; um Plano Cicloviário único para a Baixada Santista;  abrigos diferenciados de embarque e desembarque de passageiros de  linhas intermunicipais; e a fiscalização de fretamento turístico  irregular.

Leandro Avelino explicou a importância do Fórum e, especialmente, da  criação do Plano Regional de Mobilidade Sustentável da Baixada  Santista. “Esse evento é a materialização de um desejo metropolitano  antigo: o de ser criado um plano que possa nortear as ações das  prefeituras na área. Nunca foi feito um estudo deste porte. Daí a  importância da participação popular opinando e sugerindo metas a serem  alcançadas pelo poder público".

Fórum

O evento foi dividido em 2 períodos. Na parte da manhã, o  evento apresentou para o público um resumo do PRMSL-BS, com suas  etapas de desenvolvimento, suas atividades e canais de participação  social, e um panorama da mobilidade urbana na RMBS a partir da ótica  das prefeituras dos nove municípios da Baixada.

No período da tarde, foram realizadas apresentações do Programa  EUROCLIMA+ e da iniciativa Mobilise Your City, instituições promotoras  do PRMSL-BS através da Secretaria de Desenvolvimento Regional do  Estado de São Paulo e da AGEM – Agência Metropolitana da Baixada  Santista. Foi apresentado também um caso de estudo sobre o Plano  Metropolitano de Mobilidade Sustentável da Região Portuária de  Marseille, na França.

Nos dois períodos, entre as apresentações, houve momentos de interação  entre os palestrantes e o público em geral, através do envio de  comentários pelos chats das plataformas de transmissão do evento e  participação ao vivo dos convidados que estiveram conectados através  da sala virtual do Fórum na plataforma Zoom.

Plano Regional

O PRMSL-BS é um plano de mobilidade regional que  deverá apresentar diretrizes gerais e propostas de soluções integradas  de transporte para a região metropolitana da Baixada Santista  atendendo a princípios de sustentabilidade, equidade, gestão  participativa e inclusão social.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

CULTURA

Com 25 anos, AFABAN celebra 13º Encontro Técnico para Maestros, Músicos e Coreógrafos

Associação de Fanfarras e Bandas do Litoral Paulista comemora 25 anos, um momento histórico para entidade e que marca retorno das atividades após início da pandemia

ARTIGO

Sem cuidar do sistema prisional, estamos todos à mercê da violência

Como acontece nas comunidades pobres, as facções criminosas também se aproveitam da ausência do Estado dentro do sistema prisional

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software