Praia Grande

Em Praia Grande, escola desenvolve projeto de vida saudável para os alunos

Até o mês de novembro, o projeto terá várias fases, começando pela  importância de conhecermos os alimentos e como eles afetam nosso  organismo

Da Reportagem

Publicado em 07/04/2022 às 14:30

Compartilhe:

Mais saúde e qualidade de vida são os principais objetivos da EM  Professora Esmeralda com o Projeto Meu Mundo Saudável / FELIPE FRANÇA / PREFEITURA DE PRAIA GRANDE

Mais saúde e qualidade de vida são os principais objetivos da EM  Professora Esmeralda com o Projeto Meu Mundo Saudável. Trabalhada na escola com alunos do berçário até o 1º ano, a iniciativa visa  proporcionar, através de brincadeiras e atividades dentro e fora da  sala de aula, diversas experiências que estimulem hábitos saudáveis  para as crianças.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

O projeto engloba diversas vertentes que, juntas, interferem  diretamente em nossa saúde, como uma alimentação saudável, higiene  bucal e corporal, a prática de atividade física e até mesmo a  preservação do meio ambiente.

Até o mês de novembro, o projeto terá várias fases, começando pela  importância de conhecermos os alimentos e como eles afetam nosso  organismo. Em seguida, serão abordados a preservação do meio ambiente,  como plantar alimentos saudáveis e a importância de preservar nosso  solo. Também serão confeccionados brinquedos recicláveis para  reaproveitar os objetos que seriam jogados no lixo.

Manter o corpo ativo também faz parte desse grupo de atitudes  saudáveis, o que vai ser falado durante as aulas de Educação Física.  Ao final do projeto, a escola promoverá uma mostra para os pais com  todos os trabalhos que as crianças produziram ao longo do ano. Além de  todo esse benefício, o projeto também será útil para trabalhar a  alfabetização junto aos pequenos, através da leitura, gráficos, arte,  pintura, colagem etc.

Segundo a assistente técnico-pedagógico (ATP) da unidade, Angélica  Pessoa de Lima Braga, a iniciativa surgiu por conta de uma realidade  decorrente da pandemia da covid-19. “Resolvemos fazer todo esse  movimento junto aos alunos e pais, porque muitas crianças voltaram  para a escola depois do período de isolamento com hábitos não  saudáveis, comendo pouco e muitas vezes de forma errada. É uma forma  de mudar essa realidade dentro e fora da escola”, afirmou.

Mudanças na alimentação - A Secretaria de Educação (Seduc) de Praia  Grande está promovendo, ao longo desta semana, uma capacitação voltada  a 500 servidores municipais que atuam diretamente com a alimentação  escolar, como merendeiras e ajudantes de cozinha.

A iniciativa visa orientá-los sobre a Resolução nº 6, de 08 de maio de  2020, que dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar aos alunos  da educação básica no âmbito do Programa Nacional de Alimentação  Escolar – PNAE, do Ministério da Educação (MEC). A medida inclui  algumas mudanças no cardápio das escolas, como a proibição de  alimentos com açúcar para alunos de até três anos de idade, a  restrição de alimentos ultraprocessados para todas as faixas etárias,  entre outras.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Diário Mais

Fenômeno climático La Niña chega em agosto e também atingirá o litoral de SP

Evento climático é conhecido por resfriar as águas do oceano pacífico

Cotidiano

Premiação da Mega-Sena sai para Guarujá; veja quanto e a lotérica

Sorteio foi realizado pela Caixa Econômica Federal na noite desta terça-feira (23)

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter