X
Cotidiano

'É Hora de Arte' realiza oficinas gratuitas em Praia Grande

Contemplado pelo ProAC, projeto nasceu na Baixada Santista

"É Hora de Arte" realiza oficinas gratuitas em Praia Grande / Foto: Prefeitura de Praia Grande

Oferecer oficinas de teatro, dança, circo e grafite para crianças de 7  a 12 anos de forma lúdica e criativa. E de graça! Esse é o projeto “É  Hora de Arte”, que já passou por vários estados brasileiros e outros  países, e agora retorna novamente para a Baixada Santista, onde o  projeto nasceu. Contemplado pelo edital ProAC Nº 32/2021, do governo  do Estado de São Paulo, a ação terá duas atividades na Região: uma em  Praia Grande, no sábado (28), e outra em Peruíbe, na segunda (30).

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.


As atividades funcionarão em sistema de rodízio, com as quatro  oficinas realizadas de forma simultânea, permitindo que todos  participem de todas as oficinas. Em Praia Grande, a ação ocorrerá na  Praça Helena Cardoso Bernardino, no Bairro Samambaia, das 14 às 17  horas do próximo sábado (28).

Os espaços utilizados para as oficinas serão decorados e ambientados  com pisos, banners, barracas e materiais específicos de cada  modalidade, ganhando novo visual e muitas cores. Ao final das  oficinas, a Cia Tribus fará apresentações de dança. O evento também  abordará a conscientização e prevenção contra o Abuso e Exploração  Sexual de Crianças e Adolescentes, como parte da campanha conhecida  como Maio Laranja. As ações são abertas para toda comunidade e seu  entorno.

O “É Hora de Arte” é desenvolvido pela ONG Companhia de Artes Tribus  desde 2009 e já contou com a participação de mais de 50 mil crianças e  adolescentes. “O objetivo é promover ações voltadas ao desenvolvimento  humano, artístico e social de comunidades em vulnerabilidade social”,  explica o coordenador do projeto e diretor da Cia Tribus, Gustavo  Rolim. “A faixa etária escolhida, de 7 a 12 anos, corresponde a fase  de maior interesse em atividades criativas e lúdicas, tornando-se  assim um alvo para difusão e fomento da cultura”, destacou.

Acessibilidade

O projeto possibilita a participação e o acesso das  pessoas com deficiências. “Todas as aulas e dinâmicas das modalidades  propostas são viáveis, contribuindo significativamente para o processo  de inclusão”, enfatizou Rolim. “Algumas deficiências físicas são  supridas com a participação efetiva de monitores do projeto em cada  oficina”, completou, acrescentando ainda que o evento contará com  intérprete de libras, favorecendo a inclusão de pessoas surdas também.

Brasil e Mundo

O projeto “É Hora de Arte” já passou por dezenas de  cidades em vários estados brasileiros, além de cidades da Alemanha e  do Peru. Em 2010, foi premiado no World Petroleum Congress, em Doha,  no Catar, selecionado entre os projetos mais relevantes do mundo  apoiados por empresas de Petróleo (devido à então parceria com a  Maersk Oil).

Cia Tribus

Organização sem fins lucrativos criada em 2004, a  Companhia de Artes Tribus atua nas áreas artística, sociocultural e  humanitária. Entre seus projetos de destaque estão o “É Hora de  Artes”, o “Pró-Imagem” e o “Gincana Cultural” (apoiados,  respectivamente, pelos governos do Estado de São Paulo e de  Pernambuco), entre outros. Participou dos Jogos Olímpicos da China  2008 e nas Olimpíadas Rio 2016, na área de entretenimento. Em Praia  Grande, atua na área da dança em parceria com o Núcleo de Pesquisa e  Movimento e na música, em parceria com o Instituto Orquestra Arpejo.  Na área humanitária, a parceria com organizações internacionais levou  a ONG para diferentes países e continentes.

Endereços

A Praça Helena Cardoso Bernardino fica na Rua Corretor  Luiz Alberto Caldas de Oliveira, nº 2, Bairro Samambaia, Praia Grande.  Em Peruíbe, a ação será na Colônia Veneza, que se localiza na Avenida  Darcy Fonseca, nº 181, Bairro dos Prados.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Educação

Bertioga abre matrículas para Educação de Jovens e Adultos

As aulas iniciam no segundo semestre, de segunda a sexta-feira, das 19 às 22h30

Perdido

Homem é encontrado perdido em via pública e está na UTI de hospital em São Vicente

Ele estava desorientado, sujo e com queimaduras; o homem foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), levado para o CREI e, em seguida, transferido para o hospital

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software