Polícia identifica suspeito de matar mulher em ponto de ônibus de SV

Matheus Neves de Oliveira, de 22 anos, foi identificado após abandonar a própria moto na Avenida Sambaiatuba, segundo a polícia; ele já tem passagens por roubo e tráfico de drogas

Comentar
Compartilhar
21 JAN 2021Por Gilmar Alves Jr.15h43
Matheus Neves de Oliveira, de 22 anos, não foi localizado em endereços em Santos, São Vicente e Praia GrandeFoto: Reprodução

Um trabalho conjunto das polícias Civil e Militar identificou Matheus Neves de Oliveira, de 22 anos, como suspeito do latrocínio (roubo seguido de morte) que vitimou Marina Pereira dos Reis, de 39, em um ponto de ônibus na Rua Carijós, no Parque São Vicente, na manhã de terça-feira (19).

Matheus foi identificado após abandonar a própria moto, uma Honda CG Titan preta, na Avenida Sambaiatuba. Ele já tem antecedentes por roubo e tráfico de drogas. Com base nas investigações, o delegado Armando Prado Lyra Neto, titular do 2° DP de São Vicente (Cidade Náutica), requereu a prisão temporária do suspeito, que ainda não foi localizado apesar de diversas diligências em imóveis na Zona Noroeste de Santos, em São Vicente e em Praia Grande.

O juiz Luís Guilherme Vaz de Lima Cardinale, da 2ª Vara Criminal de São Vicente, acolheu, no final da tarde desta quinta-feira (21), a representação do delegado pela prisão temporária por 30 dias de Matheus. 

A equipe de Prado Lyra Neto e do investigador-chefe, Marcelo Pereira, realiza diligências de modo ininterrupto desde o crime.

Marina Pereira dos Reis, de 39 anos, foi morta com tiro no tórax após se negar a entregar bolsa (Foto: Reprodução)

Pela análise das imagens de monitoramento, os policiais já tinham informações que a moto usado no crime estava sem refletor traseiro, tinha adesivagem, placa amassada e retrovisor esquerdo quebrado.

Honda CG Titan que foi utilizada no usada no crime, conforme as investigações (Foto: Reprodução)

No final da tarde de terça-feira, em patrulhamento, policiais militares avistaram uma motocicleta com características idênticas abandonada.

Os PMs e investigadores do 2º Distrito Policial fizeram pesquisas que apontaram que Matheus havia adquirido a moto em uma concessionária, mas ainda não tinha feito a transferência a seu nome.

Em pesquisas nas redes sociais, os policiais obtiveram fotografias do suspeito que apontam que ele tem o braço direito repleto de tatuagens e tem metade do braço esquerdo tatuado, exatamente o que aparece nas imagens de monitoramento.

Denúncias

Informações que levem ao paradeiro de Matheus devem ser transmitidas pelos telefones 3464-3616 ou 181 (Disque-Denúncia). Não é necessário se identificar.