Sete são detidos por boca de urna em Praia Grande e Mongaguá

Os detidos foram levados para o 1º DP de Praia Grande (Boqueirão) e para a Delegacia Sede de Mongaguá, onde foram enquadrados por crime eleitoral

Comentar
Compartilhar
05 OUT 201417h55

Ações contra a propaganda irregular ontem resultaram na detenção de sete pessoas na Baixada Santista. Na tarde de ontem, duas mulheres e um homem foram detidos em Praia Grande. Em Mongaguá, três adultos e um adolescente foram detidos na madrugada de ontem.

Os detidos foram enquadrados no Artigo 39, Parágrafo 5º da Lei 9.504/97, que proíbe propaganda eleitoral no dia do pleito, e foram liberados.

A detenção das três pessoas em Praia Grande foi feita pela Polícia Civil próximo a um local de votação na Guilhermina, em Praia Grande. De acordo com o 1º DP (Boqueirão), os detidos estavam com material de campanha para boca de urna. Em Mongaguá, as quatro pessoas detidas estavam espalhando “santinhos” em uma zona eleitoral quando foram detidas pela Polícia Militar.

No estado de São Paulo também foram registrados flagrantes de boca de urna em Ribeirão Preto, Jandira, São Bernardo do Campo, Coronel Macedo e Pindamonhangaba.

Detidos foram enquadrados no Artigo 39, Parágrafo 5º da Lei 9.504/97 (Foto: Reprodução)

Plantões policiais

Com exceção de Mongaguá e Praia Grande, a movimentação nos distritos e delegacias da Região, que funcionaram em esquema especial ontem devido às eleições, da Baixada Santista foi tranquila com relação a delitos eleitorais.