Preso um dos suspeitos de espancar jovem em casa noturna

A Justiça decretou a prisão temporária (5 dias) também de um segundo suspeito, que está sendo procurado

Comentar
Compartilhar
30 NOV 201316h46

A Polícia Civil prendeu neste sábado, 30, um dos suspeitos de participar das agressões que resultaram na morte do vendedor Ewerton Leandro de Castro Nogueira, de 25 anos, após se envolver em uma discussão e ser espancado em uma casa noturna, na zona leste da capital. A Justiça decretou a prisão temporária (5 dias) também de um segundo suspeito, que está sendo procurado.

A Secretaria Municipal de Coordenação das Subprefeituras de São Paulo anunciou nesta sexta-feira, 29, que fechou a boate Vitrini Show, na Vila Matilde, na zona leste, por desrespeito à lei do Programa de Silêncio Urbano (Psiu), que trata sobre os limites de ruído. O estabelecimento é o mesmo onde o vendedor Ewerton Leandro de Castro Nogueira, de 25 anos, foi espancado até a morte na madrugada do domingo, 24. Nogueira teria se envolvido numa discussão dentro da balada.

De acordo com a Prefeitura de São Paulo, o fechamento da casa noturna ocorreu após "diversas vistorias". O local "foi multado e fechado, administrativamente", na quarta-feira, 27, "inclusive com reforço policial e abertura de boletim de ocorrência". Em nota, a secretaria afirmou ainda que, "caso o estabelecimento não respeite a medida, a próxima ação realizada pelo Psiu será o emparedamento do local".

Ewerton Leandro de Castro Nogueira foi espancado até a morte (Foto: Arquivo Pessoal)