X
Polícia

Polícia fecha clínica de reabilitação clandestina no Litoral Norte

No imóvel, os agentes da Polícia Civil encontraram alimentos com o prazo de validade vencido, que eram distribuídos aos internos

Clínica clandestina funcionava na região de Praia Dura, em Ubatuba / Divulgação

Um homem de 40 anos foi preso nesta segunda-feira (22) em Ubatuba, no Litoral Norte, suspeito de manter uma clínica clandestina na região de Praia Dura.

No imóvel, que funcionava como uma clínica de reabilitação, os agentes da Polícia Civil encontraram alimentos com o prazo de validade vencido, que eram distribuídos aos internos. Máquinas de cartão de crédito, pastas e papéis com anotações, documentos e medicamentos também foram apreendidos.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Segundo a polícia, a clínica não possuía alvará ou qualquer licença para funcionamento. Além disso, três homens que estavam "internados" no local falaram que estavam ali porque a família pagava um valor mensal.

O caso foi registrado como crime contra as relações de consumo, falsificar, corromper, adulterar ou alterar produtos terapêuticos/medicinais, sequestro e cárcere privado.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Futebol

Recuperado da covid-19, Carille comanda treino, mas não irá a campo neste sábado

Carille só poderá comandar o Santos no clássico contra o Corinthians, na próxima quarta-feira, às 21h35, na Neo Química Arena, em São Paulo, pela terceira rodada do Estadual

Política

Lula celebra fim do caso tríplex e ataca Moro

A juíza Pollyanna Alves, da 12ª Vara Federal Criminal de Brasília, arquivou o processo contra o ex-presidente em decisão tomada nesta quinta-feira (27). Na ação, o ex-presidente era acusado de lavagem de dinheiro e corrupção

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software