PF prende fugitivo da Interpol que lesou 28 mil na Colômbia

O colombiano responde a processo criminal sob acusação de se apoderar e não devolver dinheiro de investidores de seu País

Comentar
Compartilhar
28 MAI 201513h22

Policiais federais prenderam na noite desta quarta-feira, 27, em Natal (RN), um colombiano de 34 anos, alvo de mandado de extradição expedido pelo Supremo Tribunal Federal. Ele era procurado desde 2013 pela Interpol, a Polícia Internacional, que mantinha seu nome na Difusão Vermelha - cadastro dos mais procurados em todo o mundo.

O colombiano responde a processo criminal sob acusação de se apoderar e não devolver dinheiro de investidores de seu País. A PF informou que na Colômbia ele teria ludibriado cerca de 28 mil pessoas.

Ao ser interrogado, ele declarou que há três anos vivia no Brasil porque 'tinha problemas' em seu país (Foto: Divulgação/ AB)

A prisão do foragido ocorreu quando ele chegava em um condomínio do bairro de Candelária, zona sul de Natal. Ao ser abordado, apresentou uma carteira de habilitação falsa. Após uma busca pessoal, os policiais também encontraram em seu poder outros documentos falsificados, como: cópia da declaração de imposto de renda, título de eleitor, cartões de crédito e bancário, além de cédulas de pesos argentino, mexicano, uruguaio e colombiano. A PF suspeita que o dinheiro é falso.

Ao ser interrogado, ele declarou que há três anos vivia no Brasil porque 'tinha problemas' em seu país. Afirmou ter entrado no Brasil pelo Estado do Amazonas. Ele não quis detalhar os motivos que o levaram a fixar residência na capital potiguar. Limitou-se a dizer apenas que no Brasil planejava iniciar 'uma nova vida'.

O estrangeiro permanece custodiado na superintendência da PF em Natal e aguardará o processo de extradição. Ele também responderá pelo crime de falsidade ideológica.