Novo relato ajuda a esclarecer caso Joaquim

Em depoimento, a mãe do menino, Natália Ponte, forneceu informações importantes para o esclarecimento do caso. Ela foi ouvida ontem (6) na DIG de Ribeirão Preto

Comentar
Compartilhar
07 DEZ 201310h36

A psicóloga Natália Ponte, mãe do menino Joaquim Ponte Marques, forneceu, em depoimento, informações importantes para o esclarecimento do caso. Ela foi ouvida ontem na Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Ribeirão Preto (SP).

Natália, que está presa desde o dia 10 de novembro na Cadeia Pública de Franca (SP), chegou na delegacia por volta das 12h15 e deixou o local às 17h. Antes de ser ouvida pelo delegado Paulo Henrique Martins de Castro, a mãe de Joaquim teve um último encontro com a psicóloga Danielle Zeoti, responsável por traçar o perfil psicológico dela e do padrasto do menino, Guilherme Longo.

De acordo com o delegado, Natália trouxe novas informações que serão importantes para a conclusão do inquérito sobre o desaparecimento e morte de Joaquim. Castro, no entanto, não quis dar detalhes sobre o conteúdo do depoimento de Natália para não atrapalhar as investigações.

Informações do depoimento não foram divulgadas por delegado (Foto: Agência Estado)