Polícia

Homem acusado matar idoso com voadora tem habeas corpus negado pela Justiça

Idoso foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Zona Leste, mas acabou morrendo, no último domingo (9)

Da Reportagem

Publicado em 13/06/2024 às 21:08

Atualizado em 13/06/2024 às 21:14

Comentar:

Compartilhe:

Acusado de matar um idoso com uma voadora, Tiago Gomes de Souza / Reprodução

Acusado de matar o idoso, Cesar Fine Torresi, com uma voadora no último domingo (9), o empresário Tiago Gomes de Souza, teve seu pedido de habeas corpus negado pelo desembargador Hugo Maranzano, da 3ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP).

A defesa de Souza havia entrado com uma liminar na Justiça, contra a conversão de prisão em flagrante para preventiva feita pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), no dia do acidente. A liminar pedia uma substituição do cárcere por medidas cautelares. 

Entenda o caso

Segundo o Boletim de Ocorrência, a vítima atravessava a rua entre os carros, enquanto o semáforo havia fechado, quando o agressor, que estava dirigindo em alta velocidade, freou bruscamente em cima da vítima. Por conta disso, o idoso se apoiou no capô do carro do acusado. Em seguida, o motorista saiu do carro, foi até a vítima e deu um chute em seu peito, deixando-o desacordado. Ele estava na companhia do neto, de 11 anos.

O idoso foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Zona Leste, mas acabou morrendo. O caso foi registrado como lesão corporal, seguida de morte na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Santos

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Santos terá museu de artes plásticas com entrada gratuita; veja

A expectativa é que obras de Nuno Ramos, Jarbas Lopes e Sergio Romagnolo cheguem a cidade

Diário Mais

Artista usa inteligência artificial e emociona ao mostrar como estariam os Mamonas hoje

Grupo musical morreu em trágico acidente aéreo em 2 de março de 1996

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter