X

IMAGENS FORTES

Em sessão de tortura, homem corta cabelo de mulher com facão; vídeo

"Você tem que respeitar. [Inaudível] Não sou moleque, não sou, não. Sou homem e sou bandido", diz o homem nas imagens

Uol/Folhapress

Publicado em 15/02/2023 às 19:27

Atualizado em 15/02/2023 às 19:30

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O homem foi preso pela polícia / REPRODUÇÃO

Um homem foi preso no domingo (12) após um vídeo em que ele tortura, agride e corta o cabelo da ex-companheira com um facão repercutir nas redes sociais. O caso ocorreu no bairro do Curió-Utinga, em Belém. 

"Você tem que respeitar. [Inaudível] Não sou moleque, não sou, não. Sou homem e sou bandido, eu sou, entendeu? É isso que acontece com mulher de bandido, entendeu? Ela vai escolher agora. O cara vai ficar com ela assim. [Isso] é para tu me respeitar. Brincando comigo, vai brincar com a minha cara né? Tá aí",diz o homem enquanto agride a mulher
Um homem tenta interferir, mas é xingado e ameaçado pelo agressor. Uma mulher ainda diz que o rapaz "não sabe o que está acontecendo". 

Em nota, a Polícia Civil do Pará disse que, por meio da DAV (Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis) e Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), acolheu a vítima após as agressões. Familiares da vítima explicaram aos agentes que a mulher saiu do bairro após as agressões com destino ao interior do estado. 

Depois de ser encontrada, a mulher foi ouvida e encaminhada para fazer exames complementares de saúde. A polícia ainda ofereceu uma vaga em um abrigo estadual, onde está disponível acolhimento multiprofissional.

A delegada titular da DAV Ariane Melo Rodrigues apontou que "este é um caso típico que circulou nas redes sociais, chegando até a polícia que iniciou as diligências". "Mas nós temos os nossos canais oficiais de denúncia, que podem e devem ser usados em casos como esse", explicou a delegada. 

A reportagem questionou a Polícia Militar sobre a quais crimes o homem suspeito responderá, mas foi informada apenas que ele foi conduzido à Deam. A reportagem voltou a cobrar a polícia, porém não teve retorno até a última atualização desta reportagem. A nota será atualizada em caso de retorno. 

Como a identidade do homem não foi divulgada, a reportagem não conseguiu encontrar a defesa dele para obter um posicionamento.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Assim como Cássio, Santos já teve ídolos que saíram pela porta dos fundos

Problemas financeiros e falta de times competitivos foram os principais motivos

Cotidiano

Quase um trem-bala! Veja o tempo de espera da fila da balsa

Tempo é considerado curto

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter