Dois acusados de assaltos são presos em Guarujá

Os capturados agiam perto do Túnel da Vila Zilda, onde há elevada incidência de roubos. Ações da quadriha eram divulgadas em uma página do Facebook com apologia ao crime

Comentar
Compartilhar
19 NOV 201319h43

A Polícia Civil prendeu na manhã de ontem, em Morrinhos, dois acusados de assaltos nas imediações do Túnel da Vila Zilda, em Guarujá. Os detidos, A.G.S., de 19 anos, e T.S.S., de 20, são integrantes de uma quadrilha que divulga suas práticas criminosas na rede social Facebook.

As investigações que resultaram nas prisões foram iniciadas há um mês pela equipe do delegado Luiz Ricardo de Lara Dias Júnior, titular do 1º DP de Guarujá, e do investigador-chefe, Nivaldo Ribeiro. Nesse período de apuração das atividades da quadrilha, outros dois integrantes – H.S.B., de 25 anos, e W.C.S., de 19 – também foram presos.

Conforme apurou a polícia, o bando tinha preferência pela abordagem de vítimas que ocupavam carros importados, sendo a maioria turistas. “Se a vítima não parasse o carro eles atiravam”, afirma o delegado Lara, frisando que os bandidos eram extremamente violentos.

Ao cumprir os mandados de prisão temporária, na manhã de ontem, os policiais apreenderam, nas casas dos acusados, duas máscaras que eram utilizadas para encobrir os rostos nos assaltos, uma corrente de ouro e R$ 290,00 oriundos da venda de produtos roubados pela quadrilha.

Os detidos foram recolhidos ontem à cadeia anexa ao 1º Distrito Policial de Vicente de Carvalho (Foto: Luiz Torres/DL)

Rede social

No Facebook, as ações da quadrilha são divulgadas em uma página denominada Brow. A frase de apresentação é “Brow, a primeira página do Facebook a fazer apologia ao crime”.

Relatos sobre modelos de veículos assaltados pela quadrilha e marcas famosas desejadas nas investidas criminosas constam nas postagens.

O delegado Luiz Ricardo de Lara Dias Júnior afirma que as informações postadas pela quadrilha na rede social contribuíram para o êxito das investigações. Os trabalhos prosseguem objetivando a identificação e captura dos demais membros do bando, informa  autoridade policial.

Além do delegado e do investigador Ribeiro, participam das investigações os policiais Gleidson, Marcio, Everton e Giuseppe.

Máscaras usadas nos roubos foram recolhidas (Foto: Luiz Torres/DL)