Briga de torcidas paulistas acaba com 45 presos em Campinas

Os menores de idade que faziam parte do grupo foram entregues aos responsáveis. Todos os presos foram liberados após o registro da ocorrência

Comentar
Compartilhar
02 FEV 201517h15

A Polícia Militar prendeu 45 pessoas por participação em uma briga entre as torcidas da Ponte Preta e do São Paulo, no começo da noite de ontem (1º), em Campinas, interior paulista. De acordo com a Polícia Civil, os envolvidos foram enquadrados no Estatuto do Torcedor, que prevê pena de um a dois anos de reclusão, além de multa, por praticar ou incitar a violência a até cinco quilômetros de distância de eventos esportivos.

Os menores de idade que faziam parte do grupo foram entregues aos responsáveis. Todos os presos foram liberados após o registro da ocorrência. Segundo nota divulgada pelo 1º Batalhão de Ações Especiais, 35 torcedores da Ponte Preta e dez do São Paulo se enfrentaram com bastões e barras de ferro e dois ficaram feridos.

O confronto ocorreu pouco antes do jogo em que a Ponte Preta enfrentou a Portuguesa pelo Campeonato Paulista, em um supermercado na Rua da Abolição. O local fica a menos de três quilômetros do Estádio Moisés Lucarelli, que sediou a partida. O time do São Paulo jogou contra a Penapolense, em Penápolis, a 497 quilômetros da capital.