Polícia Militar forma 921 novos sargentos em São Paulo

Os PMs, que eram cabos, concluíram o Curso Superior de Tecnólogo em Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública e foram promovidos à patente de sargentos

Comentar
Compartilhar
30 JAN 201515h27

A Polícia Militar formou nesta sexta-feira (30) 921 sargentos de 3ª classe que atuarão em todo o Estado de São Paulo. Os PMs, que eram cabos, concluíram o Curso Superior de Tecnólogo em Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública e foram promovidos à patente de sargentos.

“Estes sargentos têm a importante missão de liderar as tropas da PM, para que a corporação continue a promover a segurança pública e a ordem no nosso estado”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes.

Os formandos – 847 homens e 47 mulheres – passaram por sete meses de curso, que começou em julho do ano passado e foi dividido em três grandes módulos: áreas de conhecimento geral, jurídica e profissional. Nas 1.055 horas de aulas foram aplicadas 29 matérias.

Entre as disciplinas, os policiais cursaram Direito Penal, Direitos Humanos, Inteligência Policial, Doutrina de Polícia Comunitária, Gerenciamento de Crises, Ética e Educação Institucional, Defesa Pessoal e Tiro Defensivo na Preservação da Vida “Método Giraldi”. Além das aulas teóricas, ao longo do curso, os novos sargentos também participaram de palestras, treinamentos e estágios operacionais. O efetivo de novos sargentos será distribuído para Capital, Grande São Paulo e interior. Desde 2000, a PM paulista formou 10.004 sargentos.

Doutores

O Governo e a SSP têm investido na formação do efetivo policial do Estado. No último mês de dezembro, as polícias Civil e Militar formaram 73 policiais no Curso Superior de Polícia Integrado (CSPI), reconhecido como doutorado.

No total, 30 delegados de 1ª classe da Polícia Civil e 43 oficiais da Polícia Militar – sendo 10 de outros Estados - se tornaram aptos a exercer funções estratégicas e de planejamento em suas instituições.

Essa formação possibilita também que os alunos alcancem o posto mais alto de suas respectivas carreiras, classe especial aos delegados, e patente de coronel aos oficiais da PM. Desde 2007, foram formados no curso 506 policiais – 326 oficiais e 180 delegados.

Nesta manhã, se formaram 921 sargentos da Polícia Militar (Foto: Rodrigo Paneghine)

Mais policiais

Desde 2011, mais 16.419 policiais ingressaram nas polícias paulistas, com 13.409 militares, 2.590 civis e 420 técnico-científicos, além de 599 oficiais administrativos destinados à Superintendência da Polícia Técnico-Científica (SPTC).

Além disso, mais 13.460 policiais vão reforçar a segurança das ruas de todo o Estado. Estão em formação 536 soldados e 348 alunos-oficiais da PM, 59 novos agentes, sendo 53 escrivães, quatro papiloscopistas, um auxiliar de papiloscopista e um agente policial.

Há, ainda, concursos em andamento para preenchimento de 7.517 vagas para carreiras policiais no Estado de São Paulo, além de 5.000 cargos para oficiais administrativos da Polícia Militar, que é uma carreira não policial. A Polícia Militar vai contratar 4.000 soldados e 220 alunos oficiais.

Para a Polícia Civil, estão disponíveis 2.301 vagas, sendo 129 para delegados, 1.384 para investigadores e 788 para escrivães. Já a Polícia Técnico-Científica tem concursos abertos para 996 novos agentes, sendo 89 atendentes de necrotério, 447 peritos, 140 médicos legistas, 120 fotógrafos técnico-periciais, 55 desenhistas técnico-periciais e 145 auxiliares de necropsia.