Bando que sequestrou médica no Gonzaga é identificado

Polícia Civil ainda faz diligências para localizar dois envolvidos que ainda não foram encontrados

Comentar
Compartilhar
22 MAI 2017Por Gilmar Alves Jr.20h56
Os assaltantes dominaram a vítima na Praça Fernandes Pacheco em 26 de marçoOs assaltantes dominaram a vítima na Praça Fernandes Pacheco em 26 de marçoFoto: Reprodução

A Polícia Civil identificou as quatro pessoas envolvidas no sequestro-relâmpago de uma médica, no Gonzaga, e agora prossegue com as buscas para encontrar duas delas: Millena Costa Olegário dos Santos, de 19 anos, e Jonathan Correia de Oliveira, o Juninho, de 27. Igor José Santana Gonçalves Júnior, de 18 anos, está preso desde o último dia 11, e um adolescente, de 17 anos, responde pelo envolvimento no delito em liberdade após ter sido localizado e ouvido.

Na última sexta-feira, Igor foi levado do Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Vicente ao 7º Distrito Policial (Gonzaga), onde são realizadas as investigações, e foi reconhecido pessoalmente pela vítima.

A médica confirmou aos policiais que foi ele quem dirigiu o automóvel dela, um Mitsubishi ASX branco, até Cubatão, quando uma ação da PM forçou a fuga dos quatro ladrões e a libertação da vítima. O caso ocorreu em 26 de março.

Interrogatório

Na oitiva de Igor no distrito, os policiais exibiram uma foto do suspeito Juninho no Facebook e ele admitiu que o rapaz agiu no delito e segurou a arma usada no crime.

Por meio de duas tatuagens de Jonathan, com os nomes dos pais dele, os policiais chegaram à sua identidade.

Igor admitiu que teve a função de “piloto” no crime, conforme ele mesmo admitiu. Millena liderou a ação, ainda segundo ele. Um dos objetivos era saques com os cartões bancários da vítima.

A mãe da jovem esteve na delegacia e a reconheceu nas imagens de monitoramento que captaram o arrebatamento. Igor afirma que soube que Millena teria fugido para o Nordeste.

Sob o comando do delegado Alexandre Aranha, titular do 7º DP, as investigações são realizadas pelos policiais Marcelo Leite (investigador-chefe), Ricardo Cáceres, Anderson Duclos e Paulo Fernando.

Jonathan de Oliveira, de 27, também é procurado; Igor Gonçalves Júnior , de 18 anos, está preso; Millena Olegário, de 19 anos, segue procurada (Foto: Divulgação/Polícia Civil)