Bando que agia em rodovia de Peruíbe é capturado

Latrocínio, em dezembro, é atribuído à quadrilha, além de outros assaltos. Líder do bando agia utilizando um rádio na frequência da Polícia Militar. Aparelho foi apreendido

Comentar
Compartilhar
07 JAN 201411h09

Ação conjunta entre as polícias Militar e Civil resultou na captura de uma quadrilha envolvida em uma série de roubos a motoristas na Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, em Peruíbe. Entre os delitos atribuídos aos assaltantes está o roubo seguido de morte que vitimou o  comerciante de Itariri Luis Hoki Michita, de 45 anos, no último dia 27.

A.G.R.M., de 19 anos, R.U.V.S., também de 19, R.D.S., de 21, e um adolescente de 16 foram os capturados na ação conjunta, ocorrida durante a madrugada do último domingo no bairro Caraguava. Policiais da Força Tática realizaram as capturas após receberem informações da Delegacia Sede de Peruíbe, cuja equipe do delegado Francisco Wenceslau e do investigador-chefe, Luiz Fonseca realizava a investigação da quadrilha.

O carro usado pelos assaltantes, uma Paraty prata, foi localizado pelos PMs à 0h38, nas imediações da Rua Marília. Após uma perseguição, o adolescente e R.D.S. foram detidos. Pouco antes, conforme foi apurado, os dois detidos A.G.R.M. e R.U.V.S. participaram do roubo de um Honda Fit preto, pertencente a uma moradora de São Caetano do Sul.

Em diligências os policiais conseguiram localizar  A.G.R.M. e R.U.V.S. e recuperar o Honda Fit. A equipe da PM também apreendeu uma moto e recuperou diversos objetos roubados.

De acordo com a polícia, o líder da quadrilha era A.G.R.M.

Rádio

Um rádio que estava na frequência da Polícia Militar era utilizado pelo líder do bando para se antecipar  à chegada dos policiais nas investidas. O aparelho foi encontrado durante a madrugada de domingo.

Onda de roubos

A onda de roubos atribuída ao bando começou em outubro, conforme informou a investigadora da Delegacia Sede de Peruíbe Ivana Caroline Rocha.

“À medida que os roubos evoluíram, os criminosos ficaram mais audaciosos e passaram a simular acidentes na rodovia a fim de que outros veículos parassem na pista e com isso permitir um roubo”, afirmou a policial civil.