Páscoa: Indústria e Comércio ainda têm 14 mil vagas temporárias abertas

No total, 50 mil devem ser contratados. Número é 5% menor do que no ano passado

Comentar
Compartilhar
25 MAR 2017Por Da Reportagem18h30
A Páscoa continua a figurar como uma das três melhores datas comemorativas para conseguir uma vaga de trabalho temporárioFoto: Divulgação

Apesar da retração econômica, a Páscoa continua a figurar como uma das três melhores datas comemorativas – as outras são Natal e Dia das Mães – para conseguir uma vaga de trabalho temporário. De acordo com pesquisa encomendada pela Fenaserhtt e pelo Sindeprestem (federação nacional e sindicato paulista do setor) ao Centro Nacional de Modernização Empresarial (Cenam), as empresas de trabalho temporário ainda têm 14 mil oportunidades à espera de candidatos: 12 mil vagas no comércio e duas mil na indústria. A remuneração varia entre R$ 1.100,00 a R$2.179,00 de acordo com a função.

No total, devem ser abertas 50 mil vagas em todo o País, redução de 5% na comparação com 2016, quando foram estimadas 55 mil contratações temporárias.

No comércio (83%) e na indústria (78%) a experiência profissional anterior foi apontada como principal pré-requisito para contratação. Vander Morales, presidente da Fenaserhtt e do Sindeprestem, justifica: “Quando a economia deu sinais de queda, as contratantes foram obrigadas a rever o quadro de funcionários e demitir, deixando muita gente qualificada disponível no mercado. Em picos sazonais como a Páscoa, a indústria do chocolate, por exemplo, precisa de mão de obra extra e, sem tempo e nem recursos para o treinamento dos temporários, prefere quem já tenha experiência”.

Devido à proximidade entre a celebração da Páscoa e o Dia das Mães, alguns segmentos contratam temporários para permanecer na vaga por todo o período. A pesquisa mostra maior porcentagem de contratos com duração de menos de 30 dias (33%) e de 61 a 90 dias (32%).
 
Efetivação

Os temporários ainda têm chance de efetivação, mas, diferentemente de anos anteriores, a expectativa é baixa. Nesta pesquisa, 18% das empresas de trabalho temporário afirmam haver muita intenção de efetivação por parte da contratante; 66% dizem ter pouca e 16% nenhuma chance de efetivação.

Comércio

Funções requisitadas: vendedor (74%); repositor (22%); balconista (2%); auxiliar administrativo (1%); degustador (1%).

Benefícios: vale-refeição (66%); vale-alimentação (30%); premiação por desempenho (3%); seguro de vida (1%).

Pré-requisitos: experiência anterior desejada (83%); facilidade em lidar com público (15%); organização (1%); dinamismo (1%).

Faixas salariais

De R$ 1.100,00 a R$ 1.452,00 - 46%
De R$ 1.453,00 a R$2.179,00 - 44%
De R$ 2.180,00 a R$ 2.442,00 - 8%
De R$ 2.443,00 a R$2.750,00 - 2%

Indústria

Funções requisitadas: promotor de vendas (38%); auxiliar de produção (36%); operador de empilhadeira (8%); estoquista (8%); auxiliar de expedição (6%); entregador (2%); motorista (1%); analista (1%).

Benefícios: vale-refeição (66%); vale-alimentação (26%); seguro de vida (6%); premiação por desempenho (2%).

Pré-requisitos: experiência anterior desejada (78%); facilidade para trabalhar em grupo (16%); organização (4%); dinamismo (2%).

Faixas salariais

De R$ 1.100,00 a R$ 1.452,00 - 43%
De R$ 1.453,00 a R$ 2.179,00 - 41%
De R$ 2.180,00 a R$ 2.442,00 - 9%
De R$ 2.443,00 a R$ 2.750,00 - 7%

Perfil dos temporários

Faixa etária

De 17 a 21 anos - 18%
De 22 a 35 anos - 66%
Acima de 36 anos - 16%

Homens x Mulheres

60% mulheres
40% homens

Escolaridade

2º grau - 50%
1º grau - 18%
Ensino técnico - 16%
Universitário - 16%