Tribunal de Contas de SP examina contas de Alckmin de 2015

A relatoria do processo é o vice-presidente da Corte, conselheiro Sidney Estanislau Beraldo

Comentar
Compartilhar
15 JUN 2016Por Estadão Conteúdo14h00
Tribunal de Contas de SP examina contas de Alckmin de 2015Tribunal de Contas de SP examina contas de Alckmin de 2015Foto: Agência Brasil

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) analisa nesta quarta-feira, 15, em sessão extraordinária, a prestação de contas, referentes ao exercício do ano de 2015, do governador Geraldo Alckmin (PSDB). A relatoria do processo é o vice-presidente da Corte, conselheiro Sidney Estanislau Beraldo.

A análise das contas do Executivo paulista, com emissão de parecer prévio, segue de acordo com o disposto no artigo 2º da Lei Complementar nº 709, de 14 de janeiro de 1993, e segundo os termos da Constituição Estadual.

Após votação em plenário, o parecer emitido pelo Tribunal de Contas será remetido para a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) para análise dos parlamentares paulistas, e servirá como base para o julgamento definitivo das Contas do Executivo.

Dentre as atribuições da Assembleia paulista está a competência para julgar, anualmente, as contas prestadas pelo governador e apreciar os relatórios sobre a execução dos planos de governo.

A sessão será presidida pelo Conselheiro Dimas Eduardo Ramalho e será integrada pelos Conselheiros Antonio Roque Citadini, Edgard Camargo Rodrigues, Renato Martins Costa e pelo o Auditor-Substituto de Conselheiro Valdenir Polizeli. O Procurador-Geral Rafael Demarchi Costa representará o Ministério Público de Contas e o Procurador Luiz Menezes Neto a Procuradoria da Fazenda Estadual.