Califórnia, a capital do entretenimento

Hollywood, sinônimo da indústria do cinema, pode decepcionar àqueles que esperam esbarrar em um George Clooney ou Julia Roberts a cada esquina

Comentar
Compartilhar
29 MAR 201514h50

Enviado Especial | Los Angeles

Os atrativos de Los Angeles vão muito além do cinema. Há parques temáticos, museus e shows musicais, rica vida noturna e praias belíssimas.

Hollywood, sinônimo da indústria do cinema, pode decepcionar àqueles que esperam esbarrar em um George Clooney ou Julia Roberts a cada esquina. A maioria dos estúdios dispersou seus sets para outras áreas, como Valley e Burbank, e muitas produções são filmadas em outros países. Todavia, estão lá o famoso letreiro, o Teatro Chinês e a Calçada da Fama. Para sentir um pouquinho da glória de outros tempos passe na Paramount Studios, o mais antigo ainda em funcionamento na região.

Um fato curioso é que a calçada da fama está dos dois lados da avenida o que surpreende os visitantes. Uma dica bacana é tomar um super chocalate milk na Casa de Chocolate Ghirardelli (um dos produtos do grupo Wall Disney).

O famoso teatro que recebe o Oscar todo ano, o Hollywood & Highland Center, mais conhecido por Kodak Theatre, agora chama Dolby Theater.

A mudança ocorreu graças ao novo patrocinador, a Dolby, famosa empresa audiovisual que comprou os direitos do nome do teatro até o ano de 2033.

A Eastman Kodak abandonou o patrocínio do espaço após pedir falência. A mudança não afeta em nada a cerimônia do Oscar.

O Teatro Kodak foi construído especificamente para as cerimônias do Oscar, que anteriormente eram realizadas em espaços diferentes. O ambiente tem capacidade para 3.401 lugares e as colunas que enfeitam a entrada são decoradas com os nomes de filmes premiados pela A academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

Los Angeles

Los Angeles tem aproximadamente quatro milhões de habitantes, segundo dados divulgados pelo governo norte- -americano. É a maior cidade da Califórnia e a segunda mais populosa dos EUA, depois de Nova York, com 8,2 milhões de habitantes.

A cidade é ensolarada durante quase todo o ano, com clima quente e seco. Rodeada pelas montanhas de Santa Monica e San Gabriel, municípios que integram a Grande Los Angeles, a costa possui 120 km de extensão. Vai de Malibu a Long Beach. Por chover pouco, a temperatura da água na praia é agradável. E uma dica: beber, fumar e praticar nudismo é crime nas praias de Los Angeles.

Isso, porém, não ofusca a diversão espalhada pela cidade. Há muitos estúdios para se visitar (Warner, Sony e Paramount são apenas alguns que oferecem tour) e parques temáticos para gastar energia, como Disney e Universal.

A cidade abriga ao menos três importantes museus: o Getty Center, o County Museum of Art e o Natural History Museum.

De lojas caras, a Rodeo Drive pode ser inviável para os mortais, mas ainda assim é um ponto turístico interessante. Até porque, quem quiser mesmo abrir a carteira pode apontar o GPS para a região de Camarillo, a 40 minutos de Los Angeles, onde fica um imenso outlet.

A maioria dos estúdios dispersou seus sets para outras áreas, como Valley e Burbank (Foto: Divulgação)

Compras

Quem visita Los Angeles na intenção de comprar roupas e acessórios deve saber que a cidade é a Meca dos artigos de luxo. Um passeio por Rodeo Drive, região comercial de Beverly Hills, abre portas para as lojas mais sofisticadas e caras do mundo. Lá, encontram-se joalherias como Tiffany & Co e De Beers, Louis Vuitton, Bulgari, Dolce & Gabbana, Gianfranco Ferre, Gucci, Salvatori Ferragamo, Giorgio Armani e Chanel.

Quem espera encontrar celebridades em Rodeo Drive pode se decepcionar. Normalmente, as lojas levam os artigos até as casas das estrelas. Britney Spears e Nicole Kidman se arriscam a visitar o local, mas as lojas costumam suspender o atendimento ao público para atendê-las.

Beverly Hills

Beverly Hills é "o" local para gastar dinheiro, tal a quantidade de lojas de grifes, hotéis de alto padrão e restaurantes repleto de beldades e barões do entretenimento. A sinuosa Sunset Boulevard - que liga a UCLA a Santa Monica é uma romântica mistura de neons, curvas e belo cenário. As praias de Venice, Huntington e Malibu têm cada qual a sua tribo, que vão das celebridades e suas casas espetaculares a surfistas descolados e patinadores sarados. Em Anaheim está a principal atração turística da região, a Disneylândia, de espírito ainda muito jovem apesar de ter sido fundada em 1955.

Quem nunca ouviu falar das Patricinhas de Beverly Hills? Dos galãs que andam de carro esportivo pela cidade das celebridades? Ou não sonhou em fazer o passeio pela casa dos artistas, o Walk Fame Stars? E em bater perna na famosa Rodeo Drive, a rua mais cara do mundo?

Pois é! Esta é a bela Beverly Hills! Uma cidade movimentada dia e noite, com o buchicho dos comércios de luxo, como Bvulgari, Dior, Louis Vuitton, Giorgio Armani, Salvatore Ferragamo, Valentino Garavani, Dolce Gabana (sendo uma loja para as damas e outra para os cavalheiros!!rs), Harry Winston, Michael Kors, Chanel, Guess, Hugo Boss, Lacoste, Ralph Lauren e tantas outras do ápice fashion.

Estas e outras marcas que estimulam o consumo capitalista e o status social embelezam a Rodeo Drive e a Via Rodeo, uma pequena vila comercial, na esquina da Rodeo Dr com a Wilshire Blvd, a esquina mais luxuosa e cara da Califórnia! Para quem vai à Los Angeles, tem como passeio quase obrigatório passar uma tarde por lá, conhecendo aquele luxo e encanto, da terra das palmeiras!