Biografia do ator Brad Pitt é atração no Arte 1

A cinebiografia é de Rosanne Zoccoli e será exibida a partir das 22 horas deste domingo

Comentar
Compartilhar
07 NOV 201321h51

Hoje (10), às 22 horas, a biografia de Brad Pitt é destaque no Arte 1. A cinebiografia, de Rosanne Zoccoli, exibe a história da carreira do ator, que se destacou pela primeira vez em um pequeno papel no filme “Thelma & Loiuse”, de 1991. Depois de ter seu talento reconhecido em “Entrevista com Vampiro” e “Lendas da Paixão”, ele passou a investir em personagens mais complexos, na produção de filmes e em causas humanitárias, ao lado da mulher Angelina Jolie. 

Saiba mais sobre o ator

William Bradley Pitt, mais conhecido como Brad Pitt, nasceu em 18 de dezembro de 1963, em Oklahoma, mas foi criado em Springfield, onde cursou Jornalismo, Publicidade e Propaganda, sempre se destacando nas atividades desportivas, representações teatrais, debates e musicais. A duas semanas de se formar, Brad largou a faculdade e mudou-se para a Califórnia, com a ideia fixa de se tornar uma estrela do cinema. O sucesso não foi imediato.

Antes de se firmar a carreira, trabalhou como motorista, carregador de refrigerantes e na rede de fast-food chamada "El Pollo Loco". A partir de 1989, Pitt obteve pequenas pontas no cinema e na TV como em "Too Young to Die?". Sua primeira grande chance foi com o filme Thelma e Louise, onde atuou junto a Geena Davis, substituindo o ator William Baldwin, que recusou o papel para fazer "BackDraft - Cortina de Fogo".

Um dos filmes em que Brad Pitt atuou foi

Brad Pitt chamou a atenção e foi convidado por Robert Redford para estrelar o poético "Nada É Para Sempre", filme que decididamente o propulsionou ao estrelato. A partir daí, Pitt se tornou um ídolo, sempre alternando papéis de bom-moço como no épico e romântico "Lendas da Paixão" que elevou seu cachê para a faixa de US$ 8 milhões, com personagens violentos e desequilibrados como em "Kalifornia", no sombrio "Entrevista com o Vampiro", entre outros.
 
Em 1995, a revista americana People o elegeu "O Homem Mais Sexy do Mundo", título que viria a se repetir em 2000. Mas Pitt foi realmente aclamado pela crítica por sua interpretação de um louco em "Os Doze Macacos", papel pelo qual foi indicado ao seu primeiro Oscar de Melhor Ator Coadjuvante. Nos últimos anos vem obtendo destaque em diversos filmes, como "Clube da Luta", "Onze Homens e um Segredo", "Tróia", "Sr. e Sra. Smith", "Babel", "O Curisoso Caso de Benjamin Button", pelo qual foi indicado ao Oscar de Melhor Ator, "O Assassinato de Jesse James Pelo Covarde Robert Ford", "Bastardos Inglórios", entre diversos outros.
 
Seus mais novos projetos cinematográficos são "Guerra Mundial Z", baseado em guia de sobrevivência a zumbis, dirigido por Marc Foster (Monster's Ball) e deve chegar aos cinemas brasileiros no dia 28 de junho de 2013. E o novo filme de Ridley Scott, "The Counselor", de acordo com o site The Grape Juice. Com previsão para chegar aos cinemas em novembro de 2013, o longa ainda tem no elenco Penélope Cruz, Cameron Diaz e a cantora Nicki Minaj
 
A sua vida pessoal sempre foi destaque na mídia, em 29 de julho de 2000, Pitt se casou com a atriz Jennifer Aniston, conhecida até então por interpretar Rachel Green no extinto seriado Friends, tornando-se um dos pares preferidos de Hollywood, o casamento começou a enfrentar problemas, e em 7 de janeiro de 2005, foi anunciada a separação. A esta altura Pitt começou a relacionar-se com a atriz Angelina Jolie, com quem dividiu a cena em Sr. e Sra. Smith, um filme de ação com toques de comédia, no qual interpretam dois assassinos profissionais casados, mas que desconhecem a identidade laboral um do outro.
 
Entre os filmes recentes em que o ator Brad Pitt atuou está
 
Enquanto Brad e Angelina negavam manter qualquer envolvimento na vida real, começaram a ser fotografados juntos e a voar à volta do mundo em missões humanitárias, juntamente com o filho adotivo da atriz, Maddox Chivan Jolie. Pitt a acompanhou à Etiópia onde em Julho de 2005 adotaram Zahara, que vivia em um orfanato. No final de 2005, Brad e Angelina visitaram por duas vezes o Paquistão como embaixadores das Nações Unidas para ajudar as vítimas de um sismo. Era evidente a aproximação de ambos, principalmente quando começou o período de divulgação do filme.
 
Em 2 de dezembro de 2005 foi anunciado que Brad tinha iniciado o processo legal de adoção dos dois filhos adotivos de Angelina, o filho Maddox Chivan Jolie, nascido em 2002, no Camboja, e a filha Zahara Marley Jolie, tendo requerido também a mudança dos sobrenome destes para Jolie-Pitt. Pouco mais de um mês depois, em 19 de Janeiro de 2006, um juiz de Santa Mónica, na Califórnia, aprovou este pedido. Em 27 de Maio de 2006, Angelina Jolie deu à luz, na Namíbia, a primeira filha biológica do casal, Shiloh Nouvel Jolie-Pitt. Após o nascimento de Shiloh, já em 2007, Brad Pitt e Angelina Jolie adotaram um menino de três anos no Vietnã, chamado Pax Thien Jolie-Pitt. Em 12 de Julho de 2008, a atriz deu à luz gêmeos: Knox Léon Jolie-Pitt e Vivienne Marcheline Jolie-Pitt, ambos nascidos na França.