X

BUSCAM CONTINUAM

No 7º dia de buscas, número de mortos no litoral norte chega a 59

Destes, 54 já foram identificados e liberados para sepultamento; são 19 homens, 17 mulheres e 18 crianças

Jéssica Maes - Folhapress

Publicado em 25/02/2023 às 22:48

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

São Sebastião foi a cidade mais afetada pelas chuvas / Rovena Rosa/Agência Brasil

Chegou a 59 o número de mortos confirmados no desastre das chuvas que atingiram o litoral norte de São Paulo no último fim de semana. Destes, de acordo com o governo paulista, 54 já foram identificados e liberados para sepultamento: 19 homens, 17 mulheres e 18 crianças.

A busca pelos desaparecidos foi retomada neste sábado (25), após ter sido interrompida na noite anterior devido a novas pancadas de chuva na região.

Na chamada zona quente, local mais atingido pelo deslizamento de terras, funcionários da Anatel auxiliam na procura pelos corpos usando dispositivos que detectam sinal de celulares. A expectativa é que onde existe o sinal de celular ou de outros aparelhos eletrônicos haja corpos por perto.

Até agora, segundo funcionários, três corpos foram encontrados devido ao uso desse mecanismo, inclusive um neste sábado.

O sistema, composto por uma antena HL40 acompanhada de um analisador de espectro, capta o sinal de aparelhos que estejam tentando contato com as torres de transmissão.

O mecanismo, porém, não indica a profundidade do celular, assim como não há garantias de que o celular esteja próximo de um corpo. Além disso, no sétimo dia de buscas, é possível que a maioria dos telefones já esteja sem bateria.

Os deslizamentos deixaram mais de 2.251 desalojados e 1.815 desabrigados na região.

Na quinta-feira (23), vítimas das chuvas começaram a receber acolhimento terapêutico de profissionais da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social. Os atendimentos acontecem em nove pontos que estão servindo de abrigo para os atingidos, em locais como Vila Sahy, Boiçucanga e Juquehy.

Os serviços vão desde acolhimento no luto e cadastramento para receber benefícios sociais até suporte no reconhecimento de corpos e atividades de recreação para crianças. Até agora, segundo o governo estadual, já foram feitos 1.000 atendimentos.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mongaguá

Suspeito de participação no 'Tribunal do Crime' é preso em Mongaguá

Homem teria ligação com o Primeiro Comando da Capital

Esportes

Assim como Cássio, Santos já teve ídolos que saíram pela porta dos fundos

Problemas financeiros e falta de times competitivos foram os principais motivos

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter