Brasil

Secom retoma diálogo com representantes da comunidade LGBTQIA+

Secretários de Comunicação Institucional e de Políticas Digitais se reúnem com integrantes de movimentos sociais no Palácio do Planalto

Da Reportagem

Publicado em 13/03/2023 às 09:58

Comentar:

Compartilhe:

Ampliar e fortalecer o diálogo entre o Governo Federal e o movimento LGBTI+ foi o principal tema da reunião / Divulgação

Ampliar e fortalecer o diálogo entre o Governo Federal e o movimento LGBTI+ foi o principal tema da reunião realizada nesta sexta-feira (10/3) pela Secretaria de Comunicação Institucional (Secoi) da Presidência da República.

'Nós, da administração federal, estamos abertos e queremos estabelecer um trabalho conjunto na defesa dos direitos e na garantia de cidadania da comunidade LGBTQIA+", afirmou o secretário Maneco Hassen, da Secom, ao falar para cerca de 20 representantes do movimento. Ele ressaltou que será um trabalho intenso, após um vácuo de seis anos no qual essa representação da sociedade foi marginalizada e desconsiderada em termos de políticas públicas.

A importância do diálogo foi reforçada pelo secretário de Políticas Digitais da Presidência da República, João Brant, que também participou da reunião, que discutiu ainda a importância de se combater a desinformação e as fakes news veiculadas sobre a temática. O encontro contou também com a presença de Erivan Hilário dos Santos, chefe da Assessoria de Participação Social e Diversidade da Secretaria de Comunicação Social da Presidência.

Para o presidente da Aliança Nacional LGBTI+, Toni Reis, é essencial esse diálogo para a construção de políticas públicas efetivas na promoção dos diretos dessa comunidade. "Acreditamos que foi o primeiro de muitos encontros essenciais para a concretização de medidas, ações fundamentais para que as pessoas LGBI+ sejam respeitadas e tenham seus diretos garantidos", afirmou Toni Reis, presidente da Aliança Nacional LGBTI+.

Durante a reunião, Reis apresentou a Plataforma Respeito, que irá concentrar informações como base para o enfrentamento à fake news, ao discurso de ódio e à desinformação focada na população LGBTQIA+.

O coordenador nacional de Comunicação da Aliança Nacional LGBTI+, Gregory Rodrigues, reforçou a importância da retomada de um canal de comunicação para a reconstrução do país em relação à cidadania de pessoas sexodiversas. "O momento é de união e reconstrução e a retomada deste diálogo é primordial. Coloca novamente a sociedade civil dentro dos espaços que a ela pertencem: na busca pela garantia dos direitos humanos dentro das estruturas do poder público", observou.

Nesta semana, a organização realizou em Brasília a 2ª Jornada LGBTI+, durante a qual foram realizadas reuniões com lideranças do Executivo e Legislativo federal para a formação de uma Frente Parlamentar Mista por Cidadania e Direitos LGBTI+. Segundo estimativa da Aliança Nacional, cerca de 10% da população brasileira é formada por pessoas LGBTQIA+.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Centro Rebouças ganhará novas quadras de areia, em Santos

As novas quadras vêm reforçar ainda mais a superestrutura que o complexo oferece na Ponta da Praia

Guarujá

PAT de Guarujá oferece 34 vagas de emprego nesta quarta (19); confira cargos

Atendimento é realizado em Vicente de Carvalho

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter