BRUTALIDADE NA GRANDE SP

Prefeitura de Taboão da Serra exonera secretário filmado dando soco em mulher; veja vídeo

O caso ocorreu há dois anos, segundo a prefeitura, mas as imagens mostrando o secretário de Segurança e Defesa Social, Rodrigo Gentil Falcão agredindo uma mulher passaram a circular nesta semana nas redes sociais

Matheus Herbert

Publicado em 19/10/2022 às 15:04

Atualizado em 19/10/2022 às 15:06

Comentar:

Compartilhe:

Rodrigo Gentil Falcão, 39, flagrado em vídeo dando um soco em uma mulher. / Reprodução

A Prefeitura de Taboão da Serra, na região sudoeste da Grande São Paulo, decidiu na tarde desta quarta-feira (19) exonerar o secretário de Segurança e Defesa Social, Rodrigo Gentil Falcão. Na terça-feira (18) um vídeo que passou a circular nas redes sociais mostra Falcão dando um soco em uma mulher. A Administração taboanense confirmou que o vídeo é de 2020, que instaurou uma sindicância para elucidar os fatos e que não compactua com nenhum tipo de violência contra a mulher. 

Através de uma nota oficial, a Prefeitura de Taboão da Serra disse que “após análise de documentos e fatos acerca do Sr. Rodrigo Gentil Falcão, o prefeito Aprígio decidiu exonerá-lo do cargo de Secretário Municipal de Segurança e Defesa Social, na manhã desta quarta-feira, dia 19/10/22, 24 horas após tomar conhecimento dos fatos ocorridos em agosto de 2020”. 

A nota ainda diz que “o Governo Municipal informa que já instaurou um processo de Sindicância para elucidação dos fatos, no que concerne eventuais competências de ordem Municipal. Todos e quaisquer atos de competência Estadual deverão ser apurados pelo Governo do Estado de São Paulo, conforme preceitua os ordenamentos jurídicos. A Prefeitura de Taboão da Serra reforça que repudia e não compactua com nenhum tipo de violência contra mulher”.

Entenda o caso

Na manhã desta quarta-feira a Prefeitura de Taboão da Serra abriu um procedimento para apurar a conduta do secretário de Segurança e Defesa Social do município, Rodrigo Gentil Falcão, 39, flagrado em vídeo dando um soco em uma mulher. 

O caso ocorreu há dois anos, segundo a prefeitura, mas as imagens passaram a circular por meio de aplicativos de mensagens nesta terça-feira (18). Falcão diz que houve uso moderado da força. Ele afirma ser vítima de extorsão por atitudes tomadas em sua gestão da secretaria. O texto conta com informações da Folhapress.

Na ocasião, ele, que é delegado da Polícia Civil, estava de plantão no 1º DP de Taboão.

Em nota, a prefeitura disse que recebeu o conteúdo nesta terça e vai apurar o ocorrido. A administração afirma que não está descartada a possibilidade de exoneração ou afastamento do cargo e que repudia e não compactua com nenhum tipo de violência contra mulher.

A gestão municipal também acrescentou que a investigação do fato é de competência do governo estadual, responsável pela Polícia Civil. Procurada, a Secretaria de Segurança Pública não se pronunciou até a publicação do texto.

À reportagem, Falcão negou a agressão. Ele disse que houve "uso de força moderada para conter as agressões anteriores e conduzi-la [a mulher] para a delegacia". Ele também afirmou que o vídeo está fora do contexto, já que outras partes não foram divulgadas.

Falcão afirma ser alvo de extorsão por guardas que estão passando por sindicância na corregedoria da instituição. O secretário diz não poder divulgar quais são essas apurações, sob crime de abuso de autoridade.

Conforme o boletim de ocorrência, em que Falcão aparece como vítima e também como delegado que assina o documento, o episódio ocorreu por volta das 23h do dia 11 de agosto de 2020.

O boletim diz que guardas municipais foram à rua Elizabetta Lips, no Jardim Maria Rosa, para atender a uma ocorrência de perturbação de sossego. Ainda segundo o documento, enquanto agentes orientavam uma mulher de 48 anos sobre as restrições impostas pela prefeitura diante da pandemia, o delegado Falcão teria chegado ao local.

Após uma discussão, a mulher teria atirado um copo no peito do delegado. Na delegacia, conforme o registro policial, todos os guardas presentes na ocorrência afirmaram ter visto a mulher dar um tapa em Falcão.

No documento não há menção sobre o soco dado pelo delegado na mulher. É citado apenas o uso de força moderada para conduzi-la até a delegacia.

No depoimento que consta no boletim de ocorrência, a mulher confirmou ter lançado um copo contra o delegado após ter sido vítima de agressão verbal. Ela disse também ter dado o tapa no delegado por ter sido vítima de preconceito, agressão verbal, gordofobia e abuso de autoridade.

Veja a nota na íntegra da Prefeitura de Taboão da Serra antes da exoneração: 


"Após análise de documentos e fatos acerca do Sr. Rodrigo Gentil Falcão, o prefeito Aprígio decidiu exonerá-lo do cargo de Secretário Municipal de Segurança e Defesa Social, na manhã desta quarta-feira, dia 19/10/22, 24 horas após tomar conhecimento dos fatos ocorridos em agosto de 2020. 

O Governo Municipal informa, ainda que, já instaurou processo de Sindicância para elucidação dos fatos, no que concerne eventuais competências de ordem Municipal. Todos e quaisquer atos de competência Estadual deverão ser apurados pelo Governo do Estado de São Paulo, conforme preceitua os ordenamentos jurídicos. 

A Prefeitura de Taboão da Serra reforça que repudia e não compactua com nenhum tipo de violência contra mulher."

Veja a nota na íntegra da Prefeitura de Taboão da Serra confirmando a exoneração: 

Após análise de documentos e fatos acerca do Sr. Rodrigo Gentil Falcão, o prefeito Aprígio decidiu exonerá-lo do cargo de Secretário Municipal de Segurança e Defesa Social, na manhã desta quarta-feira, dia 19/10/22, 24 horas após tomar conhecimento dos fatos ocorridos em agosto de 2020.

O Governo Municipal informa, ainda que, já instaurou processo de Sindicância para elucidação dos fatos, no que concerne eventuais competências de ordem Municipal. Todos e quaisquer atos de competência Estadual deverão ser apurados pelo Governo do Estado de São Paulo, conforme preceitua os ordenamentos jurídicos.

A Prefeitura de Taboão da Serra reforça que repudia e não compactua com nenhum tipo de violência contra mulher.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Quanto vale o ouro? Saiba a premiação de cada medalha olímpica

Valor teve uma evolução de 40 % em comparação a Tóquio 2020

Cotidiano

Concurso da Prefeitura de Santos tem salários de até R$ 10 mil; veja vagas

As inscrições para o concurso público vão até o dia 18 de julho

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter