X

Mundo

Daniel Alves é condenado a 4 anos e meio de prisão por estupro de jovem

O tribunal considerou que a relação sexual não foi consentida pela vítima e foram apresentados elementos de provas que atestam a violação

Da Reportagem

Publicado em 22/02/2024 às 09:08

Atualizado em 22/02/2024 às 12:34

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O julgamento aconteceu entre os dias 5 e 7 de fevereiro, na Audiência de Barcelona, um palácio da Justiça no centro da capital catalã / Reprodução/Instagram

A Justiça Espanhola condenou Daniel Alves a 4 anos e 6 meses de prisão pelo caso de estupro envolvendo uma mulher de 24 anos em Barcelona. O tribunal considerou que a relação sexual não foi consentida pela vítima e foram apresentados elementos de provas que atestam a violação.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

O julgamento aconteceu entre os dias 5 e 7 de fevereiro, na Audiência de Barcelona, um palácio da Justiça no centro da capital catalã.

Alves terá liberdade vigiada por cinco anos depois de cumprir a sentença em regime fechado e deve se manter afastado da vítima por nove anos e seis meses. O ex-jogador foi condenado, ainda, à pena de inabilitação especial por exercício de emprego, cargo público, profissão ou comércio relacionado com menores por cinco anos após cumprimento de pena

A defesa do jogador depositou EUR 150 mil (cerca de R$ 800 mil) na Justiça, como "atenuante de reparação de dano causado". Esse dinheiro foi entregue à vítima por danos morais e lesões causadas. O crime aconteceu em uma discoteca em Barcelona, após o brasileiro convidar três jovens à área VIP. No momento do crime, Alves foi ao banheiro, sendo seguido pela jovem.

Em seu depoimento, em 5 de fevereiro deste ano, ela afirmou que pensava se tratar de um fumódromo. A mulher afirmou que, no banheiro, Daniel a obrigou a fazer sexo oral, deu tapas em seu rosto e a chamou de "minha putinha". Depois, disse que ele, sentado no assento, a virou de costas e a puxou para baixo, completando a penetração. Ela afirmou também que Alves ejaculou dentro dela.

O brasileiro está preso desde a manhã de 20 de janeiro de 2023, quando se apresentou em uma delegacia de Barcelona para prestar esclarecimentos. Ele foi encarcerado no centro penitenciário Brians 2, na região metropolitana da cidade.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

PROTESTOS

Jogadoras protestam contra retorno de treinador acusado de assédio ao Santos

Kleiton Lima havia deixado o cargo em setembro de 2023, após ser acusado de assédio sexual e moral por 19 jogadoras; Santos recontratou profissional nesta terça

REGIÃO NORTE

Embarcação com vários corpos em decomposição é encontrado no Pará

A Polícia Federal já esta ciente do caso e as investigações já foram iniciadas

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter