Pensando fora da caixinha: alunos se preparam para mais uma mostra de robótica

O projeto de robótica é fruto do Programa Aprendizado do Futuro realizado pela Secretaria de Educação, Cultura e Esportes

Comentar
Compartilhar
06 JUL 2018Por Da Reportagem14h02
O projeto de robótica é fruto do Programa Aprendizado do Futuro realizado pela Secretaria de Educação, Cultura e EsportesO projeto de robótica é fruto do Programa Aprendizado do Futuro realizado pela Secretaria de Educação, Cultura e EsportesFoto: Divulgação/PMI

Os alunos da EM Maria Aparecida Soares Amêndola se preparam para participar de mais uma mostra de robótica que acontecerá no final do ano. Desta vez, o grupo está elaborando um processo de reutilização de água, cujo objetivo é fazer com que este líquido que escoa do bebedouro possa ser reutilizado nos vasos sanitários, reduzindo o desperdício. Utilizando apenas materiais recicláveis, as ideias vão saindo da imaginação e se tornando realidade. O projeto de robótica é fruto do Programa Aprendizado do Futuro realizado pela Secretaria de Educação, Cultura e Esportes.

A ideia surgiu na Semana da Água, quando foi sugerido aos professores uma atividade relacionada à sustentabilidade e reutilização. O professor e orientador Fábio Gomes Felipe logo pensou em atrelar a temática ao projeto de robótica, e funcionou. Os alunos se candidataram para participar e sugeriram a reutilização da água. O objetivo do grupo é construir um filtro que destinará a água do bebedouro a um processo de filtração e reutilização, para ser enviada aos banheiros.

A escola participa do projeto de robótica desde a instalação no Município, a maioria relacionados à sustentabilidade. No primeiro ano, o tema trabalhado foi energia eólica, no qual o grupo colocou a "mão na massa" para mover um ônibus por meio da energia. No segundo ano, o tema se repetiu, mas voltado para a iluminação de residências e, no terceiro, os alunos simularam um helicóptero pousando no heliporto de um prédio. O tema atual promete solucionar o desperdício de água e abordar a sustentabilidade fazendo alusão à realidade do grupo.

Há 10 anos, o professor Fábio atua na Rede Municipal de Ensino e explicou sobre sua relação com a robótica. "Estou trabalhando com este projeto desde o início da implantação nas escolas. Participando da capacitação, pude enxergar um novo horizonte para a educação em conjunto com a eletrônica. Hoje temos um grupo de 15 alunos desenvolvendo o projeto, todos estão sempre empolgados e bem envolvidos, nós dividimos as tarefas em grupo e de pouco em pouco a união vai fazendo a força". 

A aluna Laura Júlia Bellon Assunção, de 12 anos, está no 7º ano e foi representante da escola no curso de capacitação do Projeto Aluno Monitor Voluntário, realizado no Centro Municipal Tecnológico de Educação, Cultura e Esportes (CMTECE). "No período do curso tive a oportunidade de aprender diversas coisas sobre robótica e eletrônica. Nós criamos um semáforo e isso estimulou minha criatividade. Futuramente, quero continuar no ramo da robótica e pretendo desenvolver mais projetos".

APRENDIZADO DO FUTURO

O Programa é realizado pela Secretaria de Educação, Cultura e Esportes e alcança todos os anos do ensino fundamental. O objetivo é atrelar tecnologia à programação realizada em sala de aula, e os principais investimentos da iniciativa são a distribuição de notebooks para professores, kits com tablets e aulas de robótica aos estudantes do 6º ao 9º ano.