X

AUXÍLIO

Itanhaém: família faz campanha para ajudar menino diagnosticado com doença rara

Jane afirma que seu filho fazia atividades regularmente e sem problemas até começar a sentir dor nas pernas

LG Rodrigues

Publicado em 19/01/2023 às 12:30

Atualizado em 19/01/2023 às 13:36

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Kauan descobriu doença rara em novembro do ano passado / Nair Bueno / Diário do Litoral

A família do pequeno Kauan, de 6 anos de idade, e que mora em Itanhaém, iniciou uma campanha por meio das redes sociais para tentar ajudar o garoto, que descobriu recentemente, ter uma doença rara que afeta seus ossos. Com a ajuda de rifas e outras ações, os parentes do menino esperam conseguir uma cadeira de rodas adequada para ele e suprir outras necessidades recorrentes.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Os problemas físicos de Kauan Francisco de Oliveira se iniciaram ainda durante março de 2022, quando o menino começou a se queixar de dores nas pernas. Imediatamente, sua mãe, Jane Francisco, levou a criança para que um médico pudesse atender o caso.

“O primeiro raio-X dele que eu tenho foi de março que é quando ele começou a sentir dores na perna e eu levei ele até o Pronto Socorro da Criança, no Centro. Ele tirou raio-X e aí o médico de lá pediu pra mim ir na UPA pro ortopedista ver. O ortopedista viu o raio-X e falou que não tinha nada, mas passou um remedinho pra dor e voltei pra casa. Nisso foi de março a até novembro com ele sentindo dor, eu levando ele, os médicos faziam raio-X, olhavam e falavam que não era nada até que em novembro um médico olhou os raios-X dele e disse assim, ‘como que os outros médicos não viram essa diferença no fêmur da criança?’, ele falou”, explica.

Segundo o jornal da USP, a doença que aflige Kauan se chame de Legg-Calvé-Perthes, ou simplesmente Doença de Legg-Perthes ou Doença de Perthes, é uma doença que causa destruição da articulação (junta) do quadril, e ocorre em crianças entre os 3 e 12 anos de idade, sendo mais comum entre os 5 e 7 anos de idade. A causa desta doença ainda é desconhecida. A criança afetada apresenta claudicação da perna afetada, popularmente conhecido como o ato de mancar, e queixa-se de dor leve na região da virilha ou do joelho.

“Foi quando ele falou para mim, ‘ó, o seu filho está com uma doença rara’, ele falou o nome da doença, e me encaminhou para a especialidade no Centro e fiquei esperando por uma vaga em São Paulo e consegui graças a Deus. Ele tinha até colocado o gesso, só que ele teve que tirar porque deu alergia, até por causa do calor também, mas ele não pode andar, ele não pode se mover, correr, fazer as coisas que ele fazia antes, jogar bola, andar de bicicleta, ele era uma criança normal”, diz Jane.

Atualmente, o menino e sua família conseguiram uma cadeira de rodas de adulto, mas estão buscando um equipamento adequado para ele.

“O médico dele falou para mim que o tratamento é isso, é ficar em repouso, é não forçar o osso, não andar, não se locomover e agora a gente vai fazer a ressonância no dia 26 pro médico ver se ele vai operar, se vai ser preciso fazer uma operação, colocar uma prótese ou realmente vai ficar de repouso”, diz.

Procurando ideias para reunir doações, Jane decidiu fazer uma rifa e começou a divulgar a situação da Kauan pelas redes sociais.

“Essa rifa eu fiz mais para me ajudar na despesa em casa para poder comprar o leite, pra não faltar o leite dele, porque ele não pode ficar sem tomar o leite e pra mim comprar fralda, que ele está usando”.

No momento, Jane trabalho por meio do ‘Bolsa-Auxílio - Meu Emprego’, mas a renda gerada não é suficiente para suprir todas as necessidades da casa. Quem puder comprar uma rifa, que tem valor de R$ 10,00 e prêmio de R$ 150,00, quiser fazer algum tipo de doação ou ceder uma cadeira de rodas infantil pode entrar em contato com Jane e seus familiares pelo telefone (13) 9-9675-2477 ou pelo número (13) 9-9666-2230, o qual também vem sendo usado como chave Pix para receber quantias.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Mundo

Geopolítica em choque! Presidente do Irã morre em acidente de helicóptero

Além do líder político, outras oito pessoas vieram a óbito por conta da queda

Mongaguá

Suspeito de participação no 'Tribunal do Crime' é preso em Mongaguá

Homem teria ligação com o Primeiro Comando da Capital

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter