X
Guarujá

Vereador vai cobrar carro fúnebre de Santos Dumont que não está em Guarujá

Toninho Salgado quer analisar todo o processo que permitiu que a atração turística fosse levada para Santos

Atualmente, veículo se encontra em um museu no Memorial Necrópole Ecumênica, em Santos / Nair Bueno/DL

O vereador Antonio Fidalgo Salgado Neto, o Toninho Salgado (PSD), vai requerer à Prefeitura de Guarujá, na próxima sessão ordinária (terça-feira), informações sobre todo o procedimento adotado que permitiu a retirada e exposição do carro fúnebre de Santos Dumont nas dependências do cemitério vertical santista Memorial Necrópole Ecumênica, no bairro de Marapé, em Santos.

O veículo é um Chevrolet Ramona, fabricado em 1929, que conduziu o corpo do aviador brasileiro após seu suicídio no Grand Hotel La Plage, no dia 23 de julho de 1932.

Até 2017, ele era uma atração turística na Avenida Leomil com a Puglisi, no Centro de Guarujá.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Salgado tomou conhecimento após ler reportagem do Diário. Ele quer cópia de inteiro teor do processo administrativo que contém o termo de parceria, cujo objeto é o serviço de restauração do carro fúnebre.

Também saber em qual edição do Diário Oficial ou de qualquer outro veículo de imprensa foi publicado o chamamento público que permitiu a parceria; porque o veículo está exposto no acervo de carros antigos do Memorial e qual a previsão de retorno.

O Diário publicou reportagem exclusiva sobre a questão em 27 de janeiro último após inúmeros contatos de guarujaenses preocupados com os patrimônios históricos da Cidade.

Entre eles o professor e ambientalista Matheus Marques, que conseguiu fotos do carro sendo reformado e até um vídeo, que vinha sendo veiculado nas redes sociais, mostrando o carro na exposição.

O material foi enviado à Reportagem que, esteve no local checando e constatou que ele se encontrava exposto.

Os professores Zoel Siqueira, ex-secretário de Educação; e Valter Batista, ex-secretário de Turismo e que inclusive foi candidato a prefeito nas últimas eleições, também manifestaram preocupação com o destino do veículo fora de Guarujá.

DESTINOS.

Quando o carro foi retirado do Centro da Cidade, a Prefeitura de Guarujá informou que, provisoriamente, ele seria levado para a garagem municipal. Posteriormente, o veículo faria parte de um acervo na Base Aérea, em homenagem ao Pai da Aviação.

O local onde o carro estava abrigado - uma base próxima da Câmara de Vereadores, localizada no canteiro que divide as duas mãos de tráfego da Avenida Leomil - hoje serve à Secretaria de Turismo e a Secretaria de Defesa e Convivência Social.

PREFEITURA.

A Prefeitura informa que responderá o requerimento no devido prazo legal. Ou seja, depois que o requerimento for aprovado no Legislativo e recebido no Executivo.

Acrescenta que o serviço de restauro do carro fúnebre foi doado pela empresa Memorial - Gestora de Necrópoles Ltda, conforme consta de termo de doação assinado, portanto, o serviço não gerou despesas aos cofres públicos.

Por fim, reitera que o veículo, neste momento, encontra-se em poder do doador, com o trabalho de restauro já na fase final.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Litoral Norte

Inverno quente no Circuito Litoral Norte de São Paulo: atrativos e eventos agitam a temporada

Mesmo durante a estação mais fria do ano, as cinco cidades continuam formando um dos principais destinos do estado para curtir a natureza

Santos

Nadador da Unisanta consegue terceiro recorde sul-americano no Mundial de Esportes Aquáticos

A Seleção Brasileira conta com oito nadadores da UNISANTA, que vem se destacando desde o início da competição; Guilherme Costa 'Cachorrão' consegue terceiro recorde sul-americano

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software