Guarujá

Pesquisa na UNAERP Guarujá atende mulheres com osteoartrite em joelhos

O projeto é direcionado a mulheres com idade superior a 40 anos, diagnosticadas com a patologia

Da Reportagem

Publicado em 28/04/2017 às 13:15

Comentar:

Compartilhe:

Um grupo de estudo realizado na Clínica de Fisioterapia da UNAERP Guarujá está analisando o uso de games na reabilitação de pacientes com osteoartrite nos joelhos. O projeto é direcionado a mulheres com idade superior a 40 anos, diagnosticadas com a patologia. As inscrições para novas pacientes estão abertas.

O responsável pelo estudo é o fisioterapeuta supervisor da Clínica de Fisioterapia da UNAERP Guarujá, Cristiano Ferreira. Ele esclarece que as pacientes são divididas em dois grupos. Um recebe somente o trabalho de fortalecimento muscular com exercícios físicos para as pernas, para diminuição da carga nos joelhos. Já o outro grupo, além do fortalecimento, também participa de sessões de gameterapia, onde as pacientes interagem com o equipamento de videogame, e este capta por meio de sensores os movimentos executados e os reproduz em um circuito de ski.

A pesquisa faz parte da dissertação de mestrado do especialista, que explica que a osteoartrite é uma doença degenerativa bastante comum nas articulações. “O que estou estudando são os efeitos nos joelhos, o acometimento da cartilagem e da região óssea. E estamos verificando a aplicação dessa metodologia de gameterapia para diminuição da dor, que é a principal queixa das participantes”.

As sessões do grupo de estudo acontecem às terças e sextas-feiras, das 16h às 18h, na Clínica de Fisioterapia da UNAERP Guarujá. O endereço é Av. Dom Pedro I, 3300, na Enseada, em Guarujá. Mais informações pelo telefone (13) 3398-1079.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Festas Juninas agitam o Litoral de SP neste fim de semana; veja programação

Na Baixada Santista, Praia Grande e Cubatão já planejam os maiores festejos desta tradicional época do ano

Itanhaém

Alunos conhecem sistema de agrofloresta em Itanhaém; veja como funciona

Projeto Pitanga recebeu 28 alunos e dois professores, do ensino médio profissionalizante da escola Pollastrini

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter