X
Guarujá

Guarujá: Vereador quer gratuidade no transporte público a jovens desempregados

Em projeto, Wagner dos Santos Venuto, o Waguinho, quer auxiliar guarujaenses que querem voltar ao mercado de trabalho

Jovens desempregados podem ganhar direito a passagem de ônibus gratuita em Guarujá / NAIR BUENO/DIÁRIO DO LITORAL

Um projeto de lei, que está tramitando atualmente na Câmara dos Vereadores de Guarujá, quer dar uma força extra à exaustiva rotina dos adolescentes e jovens que estão buscando uma colocação ou recolocação no mercado de trabalho ao isentá-los de pagar para utilizar o transporte público dentro do município.

Em seu 1º artigo, o projeto de lei 143/2021, de autoria do parlamentar Wagner dos Santos Venuto, o Waguinho (Democratas), estipula que fica estabelecida a gratuidade no transporte público municipal para jovens de 16 a 24 anos, desempregados ou em busca do primeiro emprego.

A gratuidade, entretanto, só poderá ser concedida enquanto durar a situação de instabilidade financeira e profissional da pessoa que vier a ser beneficiada.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

“Lamentavelmente, o desemprego no Brasil ficou em 14,7% no trimestre encerrado em abril e se manteve em patamar recorde, segundo divulgou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consequentemente, o número de desempregados já totalizou 14,8 milhões de pessoas. Diante disto, esse PL visa garantir aos jovens a possibilidade de deslocamento em busca de seus empregos, seja o primeiro ou não”, afirma Waguinho em sua justificativa.

A título de exemplo, em São Paulo, o Governo do Estado concede um benefício que dura três meses a pessoas que foram demitidas, excluindo casos de justa causa, e que precisam se locomover na Capital para procurar recolocação profissional. Aqueles que aderirem ao benefício, entretanto, precisam, durante este período, andar com a carteira de trabalho ao utilizar as linhas de transporte na CPTM e no Metrô de São Paulo.

“Em regra, o jovem em busca do seu primeiro emprego depende dos pais ou de amigos para conseguir seu transporte até o local de entrevista, e como já mencionamos, o desemprego afeta a muitas famílias e, portanto, o valor acaba sendo demais oneroso. O incentivo ao primeiro emprego deve partir de toda a sociedade, das empresas e do próprio Poder Público, portanto, uma forma de incentivar a busca desta nova vida é o que se pode fazer”.

O projeto de lei estava pautado para ser debatido e votado durante a sessão ordinária da última terça-feira (5), mas os procedimentos acabaram sendo adiados para a próxima sessão devido ao término do prazo regimental. Os vereadores deverão se reunir novamente no dia 19 deste mês, quando a matéria voltará ao plenário guarujaense. (LG Rodrigues)
 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Praia Grande abre concursos públicos em duas áreas; salários chegam a R$ 7 mil

No total, são 77 vagas em diferentes cargos

TRÂNSITO

Obra: Prefeitura de São Vicente interdita ruas para solucionar problema de drenagem

Parte das ruas Martim Afonso e José Bonifácio está interditada por conta das intervenções

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software