X
Guarujá

Aeroporto de Guarujá segue cronograma para iniciar os voos no 1º semestre de 2022

O comandante da Base Aérea, coronel Dayve, que participa desta parceria pela implantação do aeroporto, está animado com o início das atividades dos voos

Expectativa é de que aeroporto de Guarujá receba voos já em 2022 / Divulgação

O cronograma de implantação do Aeroporto Civil Metropolitano de Guarujá segue em andamento, conforme comprovou a deputada federal Rosana Valle (PSB), em visita ao local. A expectativa é que os voos comerciais de aviões civis de pequeno e médio porte comecem no primeiro semestre do ano que vem.

A visita foi acompanhada pela superintendente do aeroporto, Adriana Lopes, da Infraero; pelo comandante da Base Aérea de Santos, tenente-coronel Dayve Morais Paiva, e pelo secretário de Desenvolvimento Econômico e Portuário de Guarujá, Gustavo Martins Rondini. Já chegaram os 20 módulos que vão integrar o terminal de embarque e desembarque.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

O sistema de embarque e desembarque será por meio de vans, que farão o transporte entre as aeronaves e o terminal. São aguardados para os próximos dias mais recursos federais para a implantação da cerca ao redor do aeroporto e demais obras de infraestrutura necessárias. O encaminhamento deste aporte foi acertado pela deputada diretamente com o secretário Nacional de Aviação Civil, Ronei Glanzmann, em reunião na quinta-feira, que contou também com o diretor do Departamento de Investimentos da pasta,  Eduardo Henn Bernardi.

A Infraero aguarda também análises de regularização ambiental por parte da Cetesb, do Governo do Estado de São Paulo, e da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). A Prefeitura de Guarujá também pediu a publicação de nova portaria de outorga estabelecendo prazos para as próximas etapas, em atenção aos ajustes já feitos nos projetos. “Contamos com este OK das agências reguladoras”, afirmou o secretário Rondini. 

A deputada Rosana Valle terá uma reunião nos próximos dias com a ANAC, diretamente com o diretor da agência, o tenente-brigadeiro-do-ar, Marcelo Kanitz Damasceno, e irá também à Cetesb para acompanhar o andamento da análise ambiental. “Acompanho esta luta pelo aeroporto de perto e consegui a outorga à Prefeitura e que todo o processo fosse liderado pela Infraero, que atua diariamente para viabilizar este antigo sonho da nossa região”, afirmou.

O comandante da Base Aérea, coronel Dayve, que participa desta parceria pela implantação do aeroporto, está animado com o início das atividades dos voos civis e disse à deputada que os primeiros voos vão decolar   justamente no ano de comemoração do centenário da base. “Toda a região ganha com esta parceria”, afirmou.

A deputada também busca recursos para a terceira fase da obra, que permitirá a operação de aviões de maior porte. Rosana Valle apurou que o custo deste investimento, que inclui a expansão e recapeamento da pista, está em torno de R$ 10 milhões. “Estou empenhada para que o nosso aeroporto possa receber voos comerciais regulares”, concluiu.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Condesb aprova selo de circulação de veículos de turismo na Região

Medida é exclusiva para agências de viagens e deve estimular a economia na Baixada Santista

SEGURANÇA

Projeto para instalação de câmeras OCR nas divisas com Itanhaém é protocolado no DER

As câmeras com tecnologia OCR (Reconhecimento Óptico de Caracteres) permitem a leitura de placas, ajudando a detectar veículos envolvidos em roubos, furtos e sequestros, inibindo a criminalidade e potencializando a fiscalização

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software