Vagner Love chega ao Corinthians e pondera sobre participação no clássico

"Quero participar desse bando de loucos e ficar loucos igual a eles", disse o atacante em referência ao apelido da torcida do clube

Comentar
Compartilhar
13 FEV 201517h10

Vagner Love chegou bastante empolgado ao Corinthians. O atacante que treina desde segunda-feira no CT do Parque Ecológico, foi apresentado oficialmente nesta sexta-feira como reforço da equipe e demonstrou entusiasmo com o seu retorno ao futebol brasileiro. Revelado pelo Palmeiras e com passagem pelo Flamengo Love estava no Shandong Luneng, da China.

"Quero participar desse bando de loucos e ficar loucos igual a eles", disse o atacante em referência ao apelido da torcida do Corinthians.

Love participa nesta sexta-feira do seu primeiro treino sob o comando de Tite e ainda não sabe se enfrentará o Botafogo, sábado, pelo Campeonato Paulista. Também não está definido se o atacante enfrentará o São Paulo, quarta-feira, pela Libertadores. "Vamos com calma, o Tite que vai decidir. Eu vinha treinando, trabalhando, e independentemente da decisão que ele tomar eu estarei pronto", afirmou.

 O atacante que treina desde segunda-feira no CT do Parque Ecológico, foi apresentado oficialmente nesta sexta-feira (13) (Foto: Reprodução/Facebook)

Para conquistar uma vaga na equipe, o atacante se coloca à disposição até para jogar no meio de campo. "Nos últimos dois anos não tenho jogado muito como centroavante. No CSKA Moscou, por exemplo, fiz muito mais o trabalho de meia do que de atacante. Hoje posso jogar nas duas funções. Depende do Tite", disse.

No dia 17 de janeiro, Love participou de um amistoso do Shandong Luneng contra o Palmeiras, no Allianz Parque, e não jogou bem. Passado quase um mês daquele jogo, o atacante garante que hoje está melhor fisicamente e, por isso, já pode jogar em alto nível.

"Na pré-temporada, eu tinha treinado apenas quatro dias. Era impossível jogar bem e estar no peso depois de 50 dias de férias. Hoje estou me sentindo bem, venho treinando e depende da comissão técnica me avaliar", disse.

O treinador também falou sobre as suas passagens pelo Palmeiras, de 2002 a 2004 e em 2009. "Sou muito grato ao Palmeiras, que me projetou ao futebol mundial, mas hoje sou jogador do Corinthians e vou honrar a camisa do Corinthians."

Colunas

Contraponto