X

Esportes

Técnico revela conversa com Alison e admite que volante está apreensivo

Apesar do diagnóstico ainda não ter sido fechado, a chance de uma lesão no LCA (Ligamento Cruzado Anterior) é grande. Caso seja confirmada, o jogador pode ficar até oito meses afastado

Publicado em 16/02/2015 às 13:32

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

A lesão no joelho direito sofrida por Alison na última quarta-feira, nos últimos minutos do clássico entre Santos e São Paulo, na Vila Belmiro, caiu como uma bomba no alvinegro praiano. Todos no clube sabem do histórico do volante, que já passou por duas cirurgias no local, e a preocupação com o futuro de um dos jogadores mais promissores revelados pelo Peixe nos últimos anos ficou evidente, principalmente perante a dúvida de como Alison reagiria a mais uma notícia ruim, que pode comprometer sua carreira. Questionado sobre o assunto, Enderson Moreira revelou ter conversado em particular com seu camisa 5.

“Eu tive uma conversa com ele. Claro que um jogador que passa por duas cirurgias no joelho e tem uma possibilidade de ter um problema mais sério está preocupado, sentindo muito. Mas Deus queira que seja algo mais tranquilo. A medicina esportiva está mais avançada. Se for pela terceira vez, tenho certeza que ele vai fazer o processo normal. Isso é coisa que acontece”, comentou o treinador, ainda esperançoso, pois a equipe médica está avaliando o caso e só deve fechar um diagnóstico do que realmente aconteceu no fim da semana.

A cautela se deve porque Alison, mesmo com apenas 21 anos, já passou por duas cirurgias no joelho direito, justamente o que o volante sentiu no clássico. Apesar do diagnóstico ainda não ter sido fechado, a chance de uma lesão no LCA (Ligamento Cruzado Anterior) é grande. E se a hipótese for confirmada, Alison deve ficar até oito meses afastado dos gramados. Isso porque o tempo de recuperação aumenta em dois meses quando uma lesão destas acontece mais de uma vez no mesmo local.

Alison está apreensivo com a lesão e a possibilidade de ficar oito meses fora dos gramados (Foto: Divulgação/SFC)

Para a vaga de Alison, Enderson optou por escalar Leandrinho ao lado de Renato no duelo de sábado, contra o São Bernardo, que acabou com a vitória santista por 1 a 0. No fim da partida, o treinador colocou Lucas Otávio no jogo. Destaque do Bicampeonato do Peixe da Copa São Paulo de Futebol Júnior, em 2013 e 2014, Lucas não esconde a empolgação com a oportunidade. “Fiquei pouco tempo em campo, mas foi mesmo especial. Minha ligação com o Santos é muito forte, pois cheguei ao clube aos 11 anos de idade e sempre é uma felicidade disputar uma partida. Estou trabalhando forte no dia a dia e pronto para aproveitar da melhor maneira todas as oportunidades que surgirem”, contou o jovem atleta.

Histórico

A primeira vez que Alison lesionou o joelho direito foi em 10 de setembro de 2011, após 30 segundos de jogo contra o Cruzeiro. Quando já estava na fase final de sua recuperação, o volante voltou a sentir o mesmo joelho operado durante um treinamento no CT Rei Pelé, em 2012, e só conseguiu voltar a jogar futebol na Copa São Paulo de Futebol Júnior, em 2013, quando acabou sendo fundamental para o time que acabou conquistando o título.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Oportunidade

Praia Grande oferece 50 vagas gratuitas para oficina de fotografia

Inscrições começam na próxima segunda (22), no Palácio das Artes

Guarujá

Teatro Procópio Ferreira tem apresentações gratuitas na quinta (25)

Para complementar e fortalecer a mensagem passada na peça, será entregue um livro com a história encenada e outras atividades

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software