Sem descartar saída, Ricardo Oliveira 'esquece' renovação durante finais

A cada dia surgem novas especulações de clubes que estão interessados em contar com o camisa 9 do Peixe e que podem atravessar a negociação

Comentar
Compartilhar
22 ABR 201512h39

A novela sobre a renovação contratual de Ricardo Oliveira segue arrastada nos bastidores da Vila Belmiro. Tanto a diretoria alvinegra quanto o jogador seguem com discursos de que as tratativas estão bem encaminhadas e que o acerto é questão de tempo. No entanto, vários prazos já expiraram e o tal contrato segue sem assinaturas. Nesta quarta-feira, Ricardo Oliveira voltou a ser questionado sobre o assunto e, em meio às finais do Campeonato Paulista, tenta deixar o assunto de lado.

"Não sei em que pé está. Mas está muito bem encaminhada, como o presidente tem falado. O Santos, presidente e diretoria estão empenhados para eu permanecer, contando com minha vontade. Nesse momento, o mais importante é se concentrar na final, pensar nisso daí. E se conseguir passar uma noticia sobre renovação antes, melhor. Mas foco total nos dois jogos", comenta o centroavante.

Com o assunto se alongando mais do que o esperado no início, a cada dia surgem novas especulações de clubes que estão interessados em contar com o camisa 9 do Peixe e que podem atravessar a negociação. O que, na visão do próprio atleta, é normal.

Centroavante espera pronta resolução por novo contrato, mas garante que questão não influi dentro de campo (Foto: Ricardo Saibun/Santos FC)

"(A renovação) Pode acontecer durante os dois jogos. Seria até melhor para mim, para o Santos, para minha família e torcedores, o que é normal, ficam apreensivos. Saem noticias sobre outros clubes, de que posso ir embora. Temos uma final e não é bom falar de um assunto que deveríamos ter resolvido. Acredito que é muito possível que a gente anuncie a renovação antes do término", disse, de novo tentando definir uma data para o acordo.

A pendência a ser resolvida diz respeito à parte financeira do novo contrato de Ricardo Oliveira com o alvinegro praiano. O clube ofereceu uma renovação com vencimento no fim de 2017 e agradou o jogador de 34 anos, mas questões que envolvem salários e premiações estão evitando o fim da novela.

"Não fico sem dormir, não desvio o foco. Acho que o fato de falar que semana que vem ou a outra (vai se resolver) gera ansiedade, expectativa em mim. Ficamos esperando. Preciso definir com minha família, como fazer. Cansa ficar sozinho aqui, prefiro definir com minha família. Devemos ser mais contidos para não gerar essa expectativa, minha esposa acompanha", explica o artilheiro do Paulistão, que segue morando em um bairro de alto padrão na capital paulista e, por isso, sobe e desce a serra praticamente todos os dias para os treinos no CT Rei Pelé.

Bem articulado e sem querer enganar o torcedor santista, Ricardo Oliveira admite também que pode deixar o Santos, já que tem contrato apenas até 4 de maio, e seguir sua carreira em outra praça. "Se não chegarmos em acordo, meu contrato finaliza. Se não houver, vou ficar livre e vou tocar minha vida. Existe a possibilidade se não houver acordo. É normal que haja interesse de outros clubes", avalia.