Se perder o clássico, Santos corre o risco de jogar semi fora de casa

Como os pontos continuarão se acumulando ao longo da segunda fase, o Santos pode ser ultrapassado pelo Botafogo-SP, o que definiria Ribeirão Preto como local de uma eventual semifinal

Comentar
Compartilhar
22 MAR 201414h34

Uma derrota para o Palmeiras no clássico deste domingo, que será disputado na Vila Belmiro, pode ameaçar as pretensões do Santos no Campeonato Paulista. Dono da segunda melhor campanha atualmente, com 33 pontos, o Peixe corre o risco de disputar a semifinal – em jogo único - fora de seus domínios.

Como os pontos continuarão se acumulando ao longo da segunda fase, o Santos pode ser ultrapassado pelo Botafogo-SP, o que definiria Ribeirão Preto como local de uma eventual semifinal entre santistas e botafoguenses. Para superar o Santos até a semifinal, o time do interior, dono de 28 pontos, precisa derrotar o São Paulo neste domingo, vencer as quartas de final no tempo normal e torcer para que o Peixe, além de ser derrotado pelo Palmeiras, conquiste a classificação nos pênaltis contra a Ponte Preta – já definida como oponente alvinegro nas quartas.

Se perder o clássico, o Santos não se livrará de um encontro com o São Paulo na semifinal. Até a fase que antecede a decisão, o Tricolor pode chegar aos 30 pontos e ultrapassar o Botafogo-SP, assumindo a terceira melhor campanha, que definiria o clássico San-São na Vila Belmiro, porque o Santos ocuparia o segundo lugar na classificação geral.

A despeito desse risco, o técnico Oswaldo de Oliveira deve poupar alguns titulares no clássico deste domingo. O treinador está preocupado com a proximidade entre o duelo com o Palmeiras e o jogo contra a Ponte Preta, pelas quartas de final, que está agendado para a próximo quarta-feira, também na Vila Belmiro.

Oswaldo de Oliveira dá orientações a Geuvânio, um dos destaques do Santos, que deve jogar o clássico